A Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista aderiu ao programa “Crack, é possível vencer”, do Governo Federal, para somar às políticas públicas já desenvolvidas no município, em áreas como desenvolvimento social, educação e saúde, além de fortalecer a rede socioassistencial já consolidada em Vitória da Conquista, com o intuito de atender o cidadão em suas diversas necessidades. Uma das medidas iniciais do programa foi a criação de um Comitê Gestor Municipal, com o objetivo de planejar, implementar, monitorar e divulgar as ações relacionadas ao “Crack, é possível vencer”, em consonância com as diretrizes nacionais, estaduais e municipais.

Na tarde desta terça-feira, 1º, foi realizada, na Sala de Reuniões do Programa Estação Juventude, mais uma reunião com os membros que compõem o comitê a fim de discutir os eixos para construção do plano municipal. “Estamos elencando as ações que têm sido desenvolvidas no município e vamos começar a mudar o formato delas para que todas estejam engajadas em busca do mesmo objetivo. Queremos unir forças para reduzir a violência e o consumo de álcool e outras drogas no município, e já temos intervenções de qualificação em algumas áreas como saúde, desenvolvimento social, segurança pública. Além disso, a Secretaria de Saúde está reestruturando alguns serviços”, afirmou a coordenadora do Comitê Gestor do Programa em Vitória da Conquista, Tarcísia Castro Alves.

Em Vitória da Conquista, o comitê é formado por representantes de órgãos e instituições, como a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), Secretaria Municipal de Educação (Smed), Secretaria de Comunicação (Secom), Secretaria Municipal de Saúde, Ministério Público, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar, Núcleo de Defesa da Criança e do Adolescente da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), entre outras instituições.

Durante a reunião, foram apresentadas as ações de algumas instituições no município e informações sobre o encontro que aconteceu em Salvador, no dia 27 de março, em que alguns representantes do comitê estiveram presentes. Na oportunidade, eles conheceram as ações de outros municípios e debateram sobre diversos pontos relevantes para a construção de uma política pública municipal que atenda aos três eixos: cuidado, prevenção e autoridade no que diz respeito à violência e o consumo de álcool e outras drogas.

Para a coordenadora do Conselho Tutelar Rural, Patrícia Galvão, o programa “Crack, é possível vencer” é um grande passo para o desenvolvimento do município. “É muito bom saber que estamos contribuindo, através da nossa prática diária, para o desenvolvimento do programa que é de grande importância para nossa sociedade, principalmente, para a comunidade rural que atendemos. O programa vai proporcionar grandes benefícios e, por isso, é imprescindível a participação de todas as instituições”, disse.