A obra é fruto de um convênio entre a Prefeitura e o Governo Estadual, com orçamento de R$ 4,5 milhões

Praticamente um mês após terem sido transferidos pela Prefeitura de Vitória da Conquista para a Praça Hercílio Lima, em frente ao Hospital São Vicente, os comerciantes da Praça Arlindo Rodrigues, a popular “Feira do Paraguai”, já trabalham normalmente. O novo ambiente foi o consenso a que se chegou após uma série de negociações entre o Governo Municipal e o Sindicato dos Sacoleiros, Ambulantes e Camelôs de Vitória da Conquista (Sindsac).

Enquanto elescomercializam seus produtos no novo espaço, as máquinas já operam na Praça Arlindo Rodrigues, dando prosseguimento às obras do futuro Centro de Comércio Popular. Assim que estiver concluído, o novo espaço estará pronto para recebê-los de volta, com estrutura totalmente modernizada. A obra é realizada por meio de convênio entre a Prefeitura e o Governo Estadual, e possui orçamento de R$ 4,5 milhões.

Secretário municipal de Serviços Públicos, Élvio Dourado

“Será um espaço moderno e muito bem elaborado, que permitirá melhores condições de trabalho para os permissionários, e também melhores condições de recepcionar as pessoas que fazem uso dessa variedade de comércio”, explica o secretário municipal de Serviços Públicos, Élvio Dourado.

Presidente do Sindsac, Valdemir Pereira

‘Reivindicação atendida’– O presidente do Sindsac, Valdemir Pereira,conhecido como Sky, acompanha atentamente o andamento das obras. Segundo ele, a construção do Centro de Comércio Popular tem deixado os colegas em permanente estado de expectativa. “Foi uma reivindicação nossa que está sendo atendida, conforme nos reunimos com o Governo Municipal. Está tudo dentro da normalidade”, afirmou.