A Comitiva estará no município até o dia 28 de março

O desenvolvimento socioeconômico de Vitória da Conquista tem despertado um interesse que já ultrapassa as fronteiras do país. Após a recente visita da Comitiva de Moçambique que esteve na cidade para conhecer as ações empreendidas no setor de saúde, o município recebe agora uma comitiva formada por um representante da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e por técnicos das Ilhas Fiji, arquipélago do sul do Oceano Pacífico.

Jeselito Motta

O pesquisador da Embrapa, Joselito Motta, acompanhado pelos técnicos das Ilhas Fiji, Ducivake Tawake e Seru Luke, estarão em Vitória da Conquista até a próxima sexta-feira, 28. A visita faz parte de uma capacitação que tem como objetivo aprimorar os conhecimentos relacionados às técnicas de cultivo, produção e processamento da mandioca.

O pesquisador da Embrapa, Joselito Motta, explicou que esta é a última etapa da capacitação realizada no período de 15 dias. Sobre a escolha de Vitória da Conquista para a visita, ele declarou: “Conquista se destaca no Estado como um grande produtor de derivados de mandioca e eles vieram para conhecer isso de perto”.

Ducivake Tawake

Já o técnico das Ilhas Fiji, Ducivake Tawake, destacou as vantagens da visita ao Brasil. “Tanto a produção como o processamento da mandioca já estão em estágio avançado. Aprendemos, principalmente, a questão do processamento para fabricação de amido e dos produtos derivados desse amido. Com esse beneficiamento, agregaremos valor ao produto que já comercializamos in natura“.

Nessa quarta-feira, 26, a equipe conheceu a Central de Abastecimento (Ceasa) e indústrias de transformação da mandioca. Nesta quinta-feira, 27, eles visitarão as casas de farinha no Simão e também a Cooperativa Mista Agropecuária dos Pequenos Agricultores do Sudoeste da Bahia Ltda. (Coopasub).