Com objetivo de implantar o pré-natal odontológico nas unidades de saúde que compõem a Rede de Atenção Básica de Vitória da Conquista, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou, nessa terça-feira, 16, uma oficina sobre o tema para os cirurgiões-dentistas e os auxiliares de saúde bucal.

A oficina foi organizada pelo coordenador de saúde bucal, Cristiano Feres, e pelas cirurgiãs-dentistas especialistas em Saúde da Família, com ênfase em Linhas de Cuidado, Karine Bião, Katiucy Santana, Ruti Luz e Tatiane Praxedes. Durante o evento, foram apresentadas experiências das equipes de Pradoso, São Joaquim e Capinal, e o obstetra Danilo Feres discutiu sobre atendimento e utilização de medicações para gestantes.

Cristiano Feres

Para Cristiano Feres, tratar com as gestantes sobre os cuidados com a saúde bucal é mais uma garantia de uma gestação saudável e de condições bucais sadias da mãe e do bebê. “Nós sabemos que nesta fase, a mulher está mais sensível e não se atenta muito para sua saúde bucal, sendo muito comum o aparecimento de cáries e sangramentos gengivais. Por isso, a importância de sistematização do atendimento à gestante nas unidades. Uma estratégia é a implantação da agenda compartilhada com outros profissionais (médico e enfermeiro), garantindo o acesso da gestante às consultas médicas e odontológicas no mesmo dia, qualificando a assistência prestada”, explica Cristiano.

Katiucy Santana

Katiucy Santana, cirurgiã-dentista da equipe de saúde de Pradoso, apresentou a experiência de sua equipe com o pré-natal odontológico, mostrando a agenda compartilhada e o grupo de gestante. “Mesmo antes do programa, nós já estávamos realizando atividades com as gestantes de nossa unidade, agora nossa responsabilidade será maior ainda e isso é um incentivo para que todos os profissionais cuidem das gestantes de suas equipes”, avaliou Katiucy.

O pré-natal odontológico compõe um dos indicadores de avaliação do Programa de Qualificação da Atenção Básica (PMAQ), através da inclusão da primeira consulta realizada com a gestante. Atualmente, a Rede de Atenção Básica conta com 30 Equipes de Saúde Bucal e 8 Unidades Básicas. Em 2012, estas equipes realizaram cerca de 350 mil procedimentos odontológicos, que incluem atendimentos individuais e coletivos.