O grupo, que incluiu o prefeito, o vice, secretários municipais, vereadores e lideranças comunitárias, visitou uma série de obras em andamento na área urbana da cidade

Os operários da obra de reconstrução da ponte localizada sobre o Rio Verruga, na Avenida Bartolomeu de Gusmão, fizeram uma pequena pausa no serviço na tarde desta segunda-feira, 2, para receber os integrantes da Caravana da Cidadania. A comitiva teve como integrantes o prefeito Guilherme Menezes, o vice Joás Meira, secretários municipais, vereadores e membros do Orçamento Participativo e do Movimento Unificado de Associações de Moradores.

A ponte da Bartolomeu foi apenas a primeira escala do grupo, que, ao longo de toda a tarde, fez visitas a uma série de obras em execução na área urbana da cidade. No caso da ponte, a obra principal está concluída. O tráfego de veículos na área já foi liberado, e os trabalhadores executam apenas serviços complementares.

Ezequiel Ferraz, técnico de segurança

“Graças a Deus, deu tudo certo. Temos uma obra com boa estrutura e total segurança numa avenida bastante movimentada. Tudo foi feito dentro da conformidade e do prazo que a empresa teve”, observou o técnico de segurança Ezequiel Ferraz, que acompanhou a obra desde o início.

‘Valorização’ – Dali, a caravana seguiu para a Rua Augusto Seixas, no bairro Conquistinha, onde foi construído, com recursos próprios do Município, um sistema de drenagem subterrânea com manilhas duplas. A obra, resultado de um investimento foi superior a R$ 209 mil, incluiu também a drenagem e o reaterro de um trecho comprometido pela erosão. “Esta obra valoriza ainda mais a biblioteca”, observou o prefeito, referindo-se à Biblioteca Municipal José de Sá Nunes, cuja sede funciona em um local próximo à Rua Augusto Seixas.

Da Conquistinha, a comitiva se dirigiu à Rua 10 de Novembro, no prédio onde funcionou o antigo Colégio Estadual Dirlene Mendonça. O espaço está sendo reformado pela Empresa Municipal de Urbanização (Emurc) para sediar o Centro Integrado de Atendimento à Criança e ao Adolescente.

O local abrigará a Vara da Infância e Juventude de Vitória da Conquista, cartório, Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude, Núcleo da Defensoria Pública, Conselho Tutelar, Programa Família Acolhedora, Portal de Acolhida de serviços da saúde, educação e assistência social, além da brinquedoteca do Núcleo de Inclusão Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação.

‘Muita satisfação’ – A escala seguinte da comitiva foi o bairro Alto Maron. Inicialmente, no Estádio Municipal Edvaldo Flores, cujas instalações estão sendo totalmente recuperadas pela Prefeitura. O local já ganhou nova iluminação, novos alambrados, rede de drenagem pluvial e cabeamento subterrâneo para descargas elétricas. O campo foi pavimentado e coberto por uma moderna grama sintética. A próxima etapa do trabalho envolve adequações nas arquibancadas, pintura geral, construção de sanitários e reforma das instalações da Liga Conquistense de Desportos Terrestres (LCDT).

No estádio, o prefeito Guilherme e sua comitiva foram recebidos pelo ex-jogador Antônio Jesuíno da Silva, o “Piolho”, atualmente responsável pela coordenação do espaço esportivo. “Essa obra é motivo de muita satisfação. Este campo precisava ser gramado e, graças a Deus e ao apoio do Governo Municipal, hoje temos este campo lindo e maravilhoso”, agradeceu “Piolho”.

Ainda no Alto Maron, o grupo visitou as obras do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) que estão em andamento. O equipamento é resultado de articulações entre a Prefeitura e o Governo Federal. Assim que estiver concluído, oferecerá, no mesmo local, quadra poliesportiva coberta, pista de skate, biblioteca, telecentro, cineauditório, espaço para bicicletas, uma unidade do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), etc.

Obras complementares – De lá, a caravana foi para o bairro Guarani, a fim de visitar a recém-construída Praça da Juventude, no entorno do Poço Escuro. O espaço será entregue oficialmente à comunidade em breve, dispondo de academia, sala para administração, auditório com capacidade média para cem pessoas, laboratório para amostras da fauna e flora existentes na região e anfiteatro que poderá reunir aproximadamente 2,5 mil pessoas. O espaço contará, ainda, com paisagismo, lago, parque infantil, pontes rústicas com mirante, quadra de areia com alambrado, quadra poliesportiva com iluminação e piso de concreto armado e polido, quatro pergolados, dois sanitários adaptados e seis quiosques. O investimento envolve recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal, com contrapartida da Prefeitura.

Após passar pela praça, a caravana tomou o rumo da área central da cidade, no local onde está em construção o Centro de Comércio Popular, graças a um convênio entre a Prefeitura e o Governo Estadual. É para lá que retornarão os comerciantes que trabalham, de forma provisória, na Praça Hercílio Lima. Assim que voltarem, eles encontrarão um espaço com instalações modernas e estrutura que favorecerá tanto comerciantes quanto consumidores. Haverá mais de 300 boxes.

Próximo dali, na Avenida Brumado, também estão em construção, no mesmo espaço, o Mercado de Artesanato, com 240 boxes, e o Centro Audiovisual Glauber Rocha, que terá entre seus atrativos um planetário. Foi para lá que a Caravana da Cidadania seguiu, após deixar o Centro de Comércio Popular. São obras complementares, que deverão contribuir para o reordenamento do comércio na região central da cidade.

‘Canteiro de obras’ – A última etapa do roteiro da Caravana da Cidadania foi composta por duas obras solicitadas pela população, por meio das plenárias do Orçamento Participativo. Primeiro, a pavimentação e drenagem da Avenida Jadiel Matos, principal via de acesso ao bairro Campinhos. Quando estiver tototalmente concluída, a via duplicada terá largura de seis metros, com canteiro central, duas pontes e ciclovia.

A segunda obra resultante do OP – e também última do roteiro de visitas da comitiva – localiza-se na Avenida Portugal, situada no loteamento Bruno Bacelar. Mais precisamente, trata-se da ponte construída sobre o canal de drenagem local, permitindo uma nova opção de acesso para os moradores. O trabalho foi possível graças a um investimento de mais de R$ 300 mil, totalmente de recursos próprios.

João Alberto Rodrigues, coordenador do OP

“A caravana é fundamental, por ser uma prestação de contas do Governo Municipal para a comunidade. A cidade é um verdadeiro canteiro de obras”, afirmou o coordenador do OP, João Alberto Rodrigues. De acordo com o prefeito Guilherme Menezes, a experiência foi válida e deverá ser repetida em outras oportunidades. 

O presidente da Câmara, Fernando Vasconcelos, que compôs a Caravana da Cidadania, disse considerá-la um reflexo do atual momento de desenvolvimento por que passa a cidade. “É muito importante que estejamos todos juntos, em visita a obras importantes, que colocam Vitória da Conquista como uma das cidades que mais cresce na Bahia”, afirmou Vasconcelos, destacando a parceria que marca as relações entre o Executivo e o Legislativo. “A Câmara tem pautado importantes projetos, aprovando todos os que são de interesse da comunidade”, finalizou.