Do início do mês de janeiro até a última sexta-feira, 7 de agosto, a Secretaria Municipal de Saúde registrou 6704 notificações de pessoas com suspeita de contaminação por Dengue, Zika e Chikungunya em Conquista, sendo 2.926 confirmados para uma destas doenças. O boletim desta semana traz informações atualizadas do cenário epidemiológico no município, incluindo os dados de 275 novas notificações realizadas nos últimos sete dias.

DENGUE – 5.263 notificações foram registradas no município em mais de sete meses. Na última semana, mais 241 pessoas tiveram resultado laboratorial positivo para dengue, totalizando 2.880 casos confirmados. Outros 880 casos foram descartados e 992 apresentaram resultado inconclusivo em relação à doença. 509 pessoas seguem aguardando resultado de exame laboratorial.

ZIKA – 861 casos suspeitos foram notificados até o momento. Nenhum novo resultado positivo foi divulgado ao longo da última semana e manteve-se o número de 10 casos confirmados laboratorialmente, 68 descartados e 641 que apresentaram diagnóstico inconclusivo em relação à Zika. 142 pessoas ainda aguardam resultado laboratorial.

CHIKUNGUNYA – Mais seis pessoas que aguardavam resultado laboratorial apresentaram resultado positivo para a doença, totalizando 36 casos confirmados no município. Já foram notificados 580 casos suspeitos e 544 pacientes aguardam resultado laboratorial.

O Centro de Controle de Endemias, divulgou também os números atualizados das oito localidades do município que apresentaram maior número de casos confirmados e notificados de Dengue, Zika e Chikungunya:

  • Cruzeiro – 780 notificados e 327 confirmados
  • Patagônia – 351 notificados e 164 confirmados
  • Alto Maron – 307 notificados e 164 confirmados
  • Vila América – 371 notificados e 138 confirmados
  • Brasil – 272 notificados e 135 confirmados
  • Centro – 260 notificados e 124 confirmados
  • Alto da Boa Vista – 226 notificados e 136 confirmados
  • Vila Elisa – 120 notificados e 40 confirmados

Desde o fim do ano de 2019, as ações de combate ao mosquito estão intensificadas no município, por meio do trabalho integrado de diversas secretarias, considerando a previsão de que neste ano os números de ocorrências seriam maiores devido à circulação de um tipo do vírus que nunca antes havia circulado no Nordeste.

Com as ações educativas junto aos moradores, aplicação de fumacê em mais de 30 localidades, limpezas de terrenos, coleta de pneus, visitas dos agentes de endemias às residências e bloqueio de pontos estratégicos, as notificações dessas doenças apresentam diminuição considerável semana após semana. E o trabalho continua! Faça a sua parte diariamente, realizando pequenas ações para evitar a proliferação do mosquito.

Se alguém em casa apresentar sintomas característicos de uma dessas doenças, deve procurar imediatamente a unidade de saúde mais próxima de casa para ser notificado e receber atendimento médico. A população também pode fazer denúncias ou solicitar a visita dos agentes de endemias por meio do número: (77) 3429-7421.