Com as fortes chuvas desta madrugada em Vitória da Conquista, as equipes da Prefeitura Municipal trabalham para minimizar o impacto. A Defesa Civil verifica, desde a madrugada desta sexta-feira (6), os estragos causados e, até o momento, foram registrados danos materiais em diversos pontos, contudo sem vítimas.

“Esses fenômenos têm acontecido no Brasil com uma certa frequência e com mortes, infelizmente. Aqui, tivemos prejuízos materiais enormes mas, graças a Deus, não tivemos nenhuma vida ceifada”, declarou o prefeito Herzem Gusmão.

O prefeito Herzem, assim que soube do impacto das chuvas, retornou ao município de uma viagem e foi direto para a Praça Vitor Brito verificar os estragos causados. “Chego agora e vejo toda equipe de Governo trabalhando, todas as secretarias envolvidas para que possamos minimizar esses estragos e transtornos que uma chuva dessa sempre deixa. Estamos vigilantes e trabalhando para evitar tragédias e pedimos bênçãos sobre nossa cidade”, comentou.

Na Praça Vítor Brito, a chuva provocou grande erosão, danificando piso, passeio, bancos e a vegetação. Pedras, areia e até mesmo uma barraca de ferro foram arrastadas para a praça. Várias secretarias estiveram pela manhã no local removendo esses materiais e minimizando os danos.

A Rua Paulino Fonseca, próximo ao canal do Bairro Santa Cecília, precisou ser interditada pelo Simtrans. Lá, dois veículos arrastados pelas chuvas foram removidos pela equipe da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob). Nas imediações, canais, bueiros e vias foram desobstruídos e limpos pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos (Sesep)

A Sesep, em conjunto com as Secretarias de Meio Ambiente, Infraestrutura e Mobilidade Urbana e os apenados do programa Começar de Novo, também retiraram terra, lama e pedras das vias, além de lavar ruas. Os demais locais que já receberam os serviços de limpeza são: Avenidas Brumado, Bartolomeu de Gusmão, 10 de Novembro, Régis Pacheco, Siqueira Campos, Praça Gerson Sales, Rua Paulino Santos e os residenciais Vila Bonita e Vila Sul.

Serviços de reparação de via também são realizados na Rua Bela Vista (Panorama), Av. Portugal (Bruno Bacelar) e Olívia Flores (Candeias). Contenções com sacos de areia foram feitas nas avenidas Ascendino Melo, São Geraldo, Joana Souza e Luís Eduardo. Além disso, praças e áreas verdes afetadas pela chuva recebem atenção, a exemplo da Praça Tancredo Neves, Urbis V, Poço Escuro, Praça Vitor Brito e Avenida Olívia Flores.

Uma parte do calçamento na área interna do terminal de ônibus da Avenida Lauro de Freitas, próximo do posto de fiscalização, foi removido pela força da água. Durante a manhã, um trecho do terminal foi interditado e recebeu reparos, mas já foi liberado.

O objetivo dessas ações é devolver a fluidez do tráfego de veículos e pedestres garantindo segurança. O trabalho é realizado com o apoio dos agentes de trânsito que orientam o tráfego em lugares críticos.

Comitê de gestão de crise – Para traçar estratégias e estabelecer medidas emergenciais de combate aos estragos, um comitê de gestão de crise foi formado por representantes de várias secretarias municipais, além da Empresa Municipal de Urbanização (Emurc). A Prefeitura publicou, ainda hoje (06), o Decreto de situação de emergência. As ações desenvolvidas nos próximos dias serão paliativas, já que existe previsão de mais chuvas, mas as equipes das Secretarias Municipais já estão prontas para realizar os reparos necessários e definitivos após cessar o período chuvoso.

Em caso de necessidade, a população pode acionar a Defesa Civil através do número 199.