A Prefeitura de Vitória da Conquista vem realizando constantes melhorias no transporte coletivo urbano nos últimos meses, com diversas ações de inovação em andamento, com o objetivo de oferecer ao usuário um serviço mais ágil, cômodo e seguro.

Uma das etapas é a ampliação da frota, que em 2019, por conta da pandemia, foi reduzida para 72 ônibus e agora já está com 123 veículos. Além de maior quantidade, a substituição de veículos antigos também trouxe aos usuários mais qualidade no serviço. Muitas linhas também foram redimensionadas para atender melhor a determinadas áreas da cidade, evitando retenções demoradas.

Além disso, todos os veículos estão equipados com GPS. A ferramenta integra o Centro de Comando Operacional (CCO), responsável pelo domínio e rastreamento de 100% da frota. Graças a isso, os usuários podem baixar o aplicativo CittaMobi no celular e se informar em tempo real sobre o deslocamento do seu ônibus, a estimativa de chegada ao ponto de destino e a previsão do tempo de percurso.

Uma das ações mais comemoradas pelos usuários do transporte coletivo urbano foi a redução da passagem, que passou de R$ 3,80 para R$ 2,00, para pagamentos feitos com os cartões BEM; e R$ 2,50, para pagamento em dinheiro. A medida tomada pela prefeita Sheila Lemos está em vigor desde setembro do ano passado, visando reduzir o comprometimento da renda das famílias conquistenses com o transporte público em meio às dificuldades econômicas trazidas pela pandemia.

Rapidez e agilidade

Para propiciar ainda mais vantagem para os usuários, a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) vai colocar em prática mais uma iniciativa ousada com foco na rapidez e agilidade do serviço. É o projeto “Conquista 15”, que pretende assegurar que o trajeto de qualquer bairro até o centro seja feito em até 15 minutos. Para isso, serão implantadas faixas exclusivas de ônibus nos principais corredores de ônibus da cidade.

A primeira faixa exclusiva será na Rua Siqueira Campos, onde já foram realizados os testes necessários. De acordo com estudos da Semob, 39 ônibus transportam 13,7 mil pessoas por essa via diariamente, e em breve, passarão a ter muito mais agilidade para completar os 880 metros do percurso. O objetivo é, em uma segunda etapa, expandir a experiência das faixas exclusivas até a Uesb.

As faixas exclusivas também permitirão a implantação de mais uma novidade: o ônibus articulado, com 22 metros de comprimento e capacidade para 180 passageiros. Esta semana, a Semob fez um teste de circulação com o veículo, no percurso da Estação Herzem Gusmão até a Uesb, para verificar a trafegabilidade nas vias do trajeto. O teste foi um sucesso, comprovando que o ônibus articulado pode trafegar pelas ruas do centro e, na segunda-feira (14), ele entra em operação experimental transportando passageiros.

A Rua Siqueira Campos será a primeira a receber a faixa exclusiva para ônibus