[nggallery id=138]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Organização Mundial de Saúde estabeleceu o dia 10 de outubro como o Dia Mundial da Saúde Mental. A data tem por objetivos chamar a atenção da população para a saúde mental e identificá-la como uma realidade comum a todos os povos. Em Vitória da Conquista, a Prefeitura Municipal dispõe de uma rede de saúde mental formada por serviços de atenção psicossocial voltados para adultos, crianças e adolescentes com sofrimento mental, bem como para adultos com sofrimento decorrente do uso e abuso de substâncias psicoativas. Nestes locais, a população tem acesso à assistência clínica com equipe multiprofissional – médicos, psicólogos, enfermeiros, nutricionistas, educadores físicos e assistentes sociais.

Além disso, os usuários podem participar de oficinas de arteterapia que têm por finalidades promover a reinserção social e a integração e desenvolver novas habilidades. Uma dessas usuárias é Sônia Gusmão, que está em tratamento há 10 anos e já participou de várias oficinas. “Aqui é um espaço para esquecer os problemas, distraio minha mente com as oficinas”, contou Sônia durante a oficina de origami.

Os familiares dos usuários também podem participar das oficinas como forma de integração e participação no tratamento deles. “Na arteterapia, trabalhamos também a autoconfiança. E isso a gente pode perceber quando vemos a satisfação deles quando conseguem aprender algo e isso é muito gratificante”, explicou a instrutora da oficina de origami, Joelma Roque.

Para o artista plástico Romeu Ferreira, que atua no serviço de Atenção Psicossocial como instrutor de arteterapia, por meio da parceria com a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), desde 2002, a arteterapia possibilita ao paciente o contato com a realidade. “Aqui, a gente consegue observar as melhorias do usuário e inserí-lo novamente na sociedade”, salientou Romeu.