A equipe da Secretaria de Educação da Prefeitura de Vitória da Conquista trabalhou com muita dedicação na organização do desfile cívico de 7 de Setembro. Para avaliar e comemorar o resultado positivo desse trabalho, o Governo Municipal promoveu uma confraternização na noite dessa terça-feira, 17, com a participação de funcionários dos diversos setores da Smed que somaram esforços para a realização do desfile que reuniu mais de trinta mil cidadãos.

O prefeito Guilherme Menezes parabenizou toda a equipe pelo trabalho, salientando o valor simbólico da data em que se comemora a independência nacional. “Esse 7 de Setembro foi uma data muito especial porque o desfile ficou muito bonito, vocês capricharam ainda mais e a comunidade reconheceu isso nas ruas. Na avenida, a população de Vitória da Conquista mostrou mais uma vez que é civilizada e respeitosa”, comentou.

O secretário de Educação, Ricardo Marques, reforçou o agradecimento e chamou a atenção para a organização e a tranquilidade que predominaram na comemoração do 7 de Setembro. “Tivemos um grande desfio para realizar o desfile esse ano, mas foi muito interessante ver todos os funcionários se envolvendo e contribuindo. Além disso, foi muito bonito ver um desfile tão brilhante e ordeiro, em que não apenas a Educação, mas toda a Prefeitura brilhou”, afirmou.

Jocelma Gusmão

A coordenadora pedagógica da Smed, Jocelma Gusmão Barreto destacou a cooperação entre os diversos setores como o principal elemento para a articulação do desfile. “Foi um evento montado a muitas mãos, desde o pessoal que fez o trabalho pesado e a pintura, até o pessoal que projetou o evento; todos foram essenciais”, conta. A coordenadora comentou ainda sobre a ansiedade na véspera do evento. “É como se fosse um grande quebra-cabeças que você tem que montar as peças, mas quando tudo está encaixado, é uma emoção muito grande”, explicou.

Cleide Najda

A coordenadora de eventos da Smed, Cleide Najda, trabalha há 15 na preparação das escolas para o 7 de Setembro. Nesse ano, ela chama atenção para o papel do Projeto Escola Mais que, continuamente, promove arte e cultura nas escolas municipais. “A cada ano nós temos nos esmerado, procurando fazer o nosso melhor e nos aperfeiçoar e o resultado é visto. Acredito que todos gostaram”, realçou.

Valdemar Viana Souza

O marceneiro Valdemar Viana Souza trabalhou, como todos os anos, na organização do evento, mas conta que até ele ficou surpreso com o resultado. “Esse ano o sete de setembro me surpreendeu. Foi melhor que muitos anos anteriores. Nós estávamos trabalhando, mas até ficar pronto, nós não sabíamos que ia ficar tão bonito”, contou satisfeito.

Chefinho Santos

Outro papel importante foi o do coreógrafo Chefinho Santos, formador de dança no Projeto Escola Mais, que apresentou a proposta de representar a Literatura de Cordel na Avenida, por meio da Dança. “Foi um desafio preparar os monitores e os alunos para entrarem ao mesmo tempo e num mesmo nível. Enquanto trabalhávamos a dança, os estudantes recebiam dos professores informações e embasamento sobre o que estavam apresentando”, recordou.

Leonardo Fernandes

Leonardo Fernandes, formador de teatro do Projeto Escola Mais, também se sente satisfeito com o resultado do trabalho coletivo. “Foi muito gratificante, pelo fato de trabalhar junto com outros facilitadores para levar a arte para o 7 de Setembro, levando o conto de fadas, a fantasia e o mundo da imaginação das crianças”, comentou.