Os repasses de recursos para as obras do novo aeroporto de Vitória da Conquista deixaram de ser feitos pelo Ministério dos Transportes porque o Governo da Bahia não enviou até hoje as correções determinadas pelo Governo Federal. A informação foi dada, em Brasília, ao prefeito Herzem Gusmão pelo secretário de Aviação Civil, Dario Lopes. De acordo com o secretário, a continuidade das obras do aeroporto depende da adequação do projeto por parte do Governo da Bahia e da Agerba, empresa do Estado responsável pelos serviços.

“Foi nos apresentado um projeto no final do mês de julho, correspondente às obras da segunda etapa, que correspondem ao terminal de passageiros e demais edificações complementares, paisagismo e acesso. O ministério solicitou algumas adequações e mudanças para deixá-lo no mesmo padrão dos aeroportos regionais e à altura das necessidades e demandas de Vitória da Conquista”, relatou Lopes.

Em acordo entre a Agerba e a SAC, essas alterações seriam entregues até o final de setembro. O secretário ressaltou que esse procedimento faz parte da execução todos os projetos, não havendo qualquer problema de natureza técnica ou política.

Em nome do Governo Federal, Lopes afirmou que o ministério está empenhado em garantir para Vitória da Conquista um aeroporto que atenda às demandas da cidade e da região. E o secretário quer que a obra seja concluída em breve: “Nosso compromisso é fazer com que o aeroporto esteja concluído em meados de 2018”, destacou.

“Há uma questão técnica, um ajuste técnico, para que o Governo Federal continue mandando os recursos para que a nossa cidade seja contemplada com o tão esperado e sonhado aeroporto. E há uma demora do Estado em atender às solicitações do Ministério dos Transportes. Mas a oposição prefere dizer que há retaliação e atacam o governo de Conquista e o prefeito de Salvador, ACM Neto. Não há retaliação nenhuma! Quem fala isso deveria era cobrar do Estado um trabalho que precisa ser entregue em Brasília”, disse o prefeito Herzem Gusmão.

Acesso ao aeroporto– A construção das vias de acesso ao novo aeroporto e a duplicação da rodovia BR-116, que atualmente é administrada pela concessionária Via Bahia, também foram pautas no Ministério dos Transportes durante a visita do prefeito Herzem Gusmão a Brasília.

O superintendente da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Luiz Fernando Castilho, afirmou que a Via Bahia alega dificuldades para captar financiamento no BNDES. No entanto, Castilho declarou que o Governo Federal vem cobrando da concessionária e dialogando junto ao banco para que a aprovação do financiamento saia o quanto antes e as obras comecem. Uma nota técnica também será emitida para buscar recursos no BNDES para serem investidos na rodovia.

Para o secretário-executivo do Ministério dos Transportes, Fernando Fortes, os esforços da Prefeitura de Vitória da Conquista são reconhecidos dentro do Ministério. “A equipe da Prefeitura e o prefeito têm sido muito atuantes, têm vindo solicitar providências no Ministério e, dentro das possibilidades, estamos atendendo. Já nos comprometemos em garantir os recursos para a continuidade das obras”, afirmou.

Na próxima semana, o prefeito Herzem Gusmão volta a se reunir com a ANTT para discutir, novamente, a demanda.