Nova ferramenta será lançada na segunda-feira, 13, às 18h, na Casa Memorial Régis Pacheco

Dentro de poucos dias, os artistas que atuam em diversas modalidades, tanto em Vitória da Conquista quanto em outras cidades da região, poderão ter seus dados reunidos numa só plataforma virtual, na qual eles mesmos poderão se inscrever e divulgar seus trabalhos e formas de contato.

Este é o objetivo da Prefeitura de Vitória da Conquista, que prepara uma ferramenta para ser disponibilizada em seu portal na internet, justamente com essa finalidade: criar um banco de dados, no qual os artistas possam divulgar suas produções, permitindo um intercâmbio mais ágil entre a classe e facilitando contatos artísticos e profissionais.

Informações mais detalhadas sobre a novidade serão divulgadas pela Prefeitura no lançamento oficial do censo, agendado para a próxima segunda-feira, 13, às 18h, na Casa Memorial Régis Pacheco – cerimônia que também marcará a abertura da 1ª Exposição Coletiva de Artistas Conquistenses, em homenagem aos 177 anos de Vitória da Conquista.

“Vai ser uma forma de a gente mapear o nosso acervo de artistas. Eles vão ter a oportunidade de fazer o seu cadastro, falar dos seus talentos, dos seus currículos, colocar links de acesso”, explica a secretária municipal de Cultura, Tina Rocha.

Antes do lançamento oficial, é possível adiantar que os artistas deverão inserir informações como nome, modalidade artística de atuação, currículo, CPF, endereço, telefone e outras formas de contato. “Não deixa de ser, também, um vetor econômico”, ressalta Tina. “Se alguém precisar contratar um baterista, um guitarrista, um artista plástico, um fotógrafo, enfim. Vai ser muito interessante, para Vitória da Conquista e região”.

‘Janela para o mundo’ – O Censo Cultural foi concebido pelo coordenador de Cultura, Ricardo Benedicts Júnior, e contou com a concepção de formato do coordenador de Eventos, Adriano Gama, e do gerente de Promoção Cultural, Igor Santana.

A ideia é que, à medida que os artistas forem se inscrevendo e o volume de informações inseridas for se ampliando, os recursos da plataforma serão gradualmente aperfeiçoados.

“Será uma janela para o mundo”, afirma o coordenador municipal de Cultura, Ricardo Benedictis Júnior, para quem o alcance do censo cultural poderá ultrapassar fronteiras regionais. “Através do site, o artista vai conhecer os seus colegas e vai ser reconhecido pelo mundo”.