Vinícius Oliveira vence a 9ª edição do Por isso é que eu canto

A cantora Marlua obteve a segunda colocação e a aluna do Conservatório Municipal de Vitória da Conquista, Geisiane Barbosa, conquistou a terceira posição

Vinícius Oliveira

Os jurados participantes do concurso cultural Por isso é que eu canto tiveram trabalho para escolher os vencedores da última etapa da grande final nesta quinta-feira, 28. O motivo: a qualidade e a singularidade de cada participante. Com vozes surpreendentes e ritmos diversificados, os candidatos deram um verdadeiro show de talento na Praça 9 de Novembro.

Com a canção “Grande mãe”, do compositor conquistense Edilson Dhio, o cantor Vinícius Oliveira conquistou a primeira colocação do concurso que já reuniu ao longo de nove anos quase 700 participantes. Essa foi a quarta vez que Vinícius participou do Por isso é que eu canto. “Estou muito emocionado em chegar agora na final e ser contemplado, sendo que grandes intérpretes também passaram por aqui. Essa é a quarta vez que participo do Por isso é que eu canto e ao longo desses anos obtive muito aprendizado, pois na primeira vez estava muito inexperiente, mas conforme os anos foram passando fui adquirindo mais experiência”, contou. Com a primeira colocação, Vinícius será contemplado com uma premiação equivalente a R$ 4 mil.

Marlua

Com a canção que leva seu nome no título, a cantora Marlua Souza foi a segunda candidata classificada. Ela dedicou a apresentação ao pai, o cantor Evandro Correia. “Estou imensamente feliz e muito surpresa ainda, pois não acreditava que estaria entre os três”, revelou. A cantora será premiada com R$2 mil.

Geisiane Barbosa

A aluna do Conservatório Municipal de Vitória da Conquista, Geisiane Barbosa, também foi uma das vencedoras obtendo a terceira colocação. Com emoção e muita torcida, ela encantou o público com a canção “Da saudade”, do cantor e compositor Carlos Barros. “O mais importante para mim foi cantar e mostrar meu trabalho. Agradeço ao Conservatório que me deu muito apoio para isso”, declarou. Com a terceira colocação, a jovem cantora será premiada com R$ 1 mil.

Maurício Oliveira Cordeiro

Mesmo com a chuva, dezenas de pessoas de todas as idades compareceram à Praça 9 de Novembro para prestigiar as apresentações. “O Por isso é que eu canto é grande um evento que traz pessoas novas mostrando seus talentos. Sem dúvida, Vitória da Conquista está de parabéns em realizar um concurso como esse”, declarou o designer gráfico, Maurício Oliveira Cordeiro.

Além dos candidatos, o público também prestigiou a apresentação musical conjunta feita pelos cantores Tereza Raquel e Ítalo Silva acompanhados pelos músicos Daniel Oliveira, Thierry Sobral e pelo gerente de Cultura, Date Sena. O Por isso é que eu canto é promovido pela Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria Municipal de Cultura.

Ítalo Silva

Sucesso em cada edição – Já na 9ª edição do concurso, a medida que o tempo vai passando fica mais difícil escolher os grandes finalistas. Neste ano, doze candidatos disputaram as três primeiras colocações que garantem, além da premiação em dinheiro, a chance de se apresentar no maior evento público do interior da Bahia e um dos maiores do Brasil: o Natal da Cidade. “Este é o segundo ano que sou jurado do Por isso é que eu canto e eu fico muito feliz em perceber que em cada ano a cidade está oferecendo muita coisa boa. Participar como jurado é conflituoso, angustiante, porém muito delicioso”, enfatizou o cantor Ítalo Silva, vencedor do concurso em 2010.

Na final desta quinta-feira, os candidatos que se apresentaram interpretaram músicas regionais que deverão ser liberadas e autorizadas para veiculação e gravação posterior de DVD institucional sem fins lucrativos.

Novos artistas – Nos anos 60 e na década de 70, os concursos musicais eram as grandes oportunidades para os artistas da música popular brasileira. Neles, grandes nomes da MPB foram revelados e até hoje são ídolos em todo país. Em Vitória da Conquista, a cada ano, a proposta cultural de revelar novos artistas vem avançando com os jovens talentos se destacando cada vez mais no cenário musical.

Gildelson Felício, secretário de Cultura, ao lado dos vencedores

E o concurso Por isso é que eu canto tem contribuído significativamente para isso, já que os artistas vencedores ganham visibilidade, ao ter, por exemplo, grandes oportunidades como a de se apresentar no palco principal do Natal da Cidade, já que o evento que reúne mais de 15 mil pessoas. Já passaram pelo palco do projeto nomes como Narjara Paiva, Achiles Neto, Geci Brito, Ítalo Silva, Tereza Raquel, Suzi Dias entre vários outros talentos da música regional. “Nesta edição, tivemos participantes de diferentes gerações disputando de igual para igual. Parabenizamos a todos os candidatos”, enfatizou o secretário municipal de Cultura, Gildelson Felício.[nggallery id=98]

 

 

Notícias Relacionadas

Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
25/07
Memorial Régis Pacheco sedia exposição “Mãos do Bruno”
Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
25/07
Centro de treinamento alimenta sonho de meninos em se tornarem jogador de futebol
Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
24/07
Estádio Lomanto Júnior passa por vistoria da Federação Baiana de Futebol
Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
23/07
Ciclistas realizam ato e pedem respeito no trânsito