A Secretaria Municipal de Saúde recebeu do Governo do Estado 6 mil doses de vacina contra a Influenza para a segunda etapa da Campanha de Vacinação. Por se tratar de um baixo quantitativo de vacinas, não foi possível distribuí-las entre as unidades de saúde da cidade. Nessa sexta-feira (17), foi possível imunizar profissionais da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Civil, além de trabalhadores e funcionários do Presídio Nilton Gonçalves.

Ao longo da próxima semana, também serão vacinados profissionais da 77ª, 78ª e 92ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM); do Comando de Policiamento do Sudoeste (CPR); do Comando de Operações Especiais; da Ronda Maria da Penha; da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Caesg), do Comando de Policiamento Especializado (CPE); e do Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep). Também poderão ser vacinados os trabalhadores e internos do Conjunto Penal de Vitória da Conquista e os caminhoneiros.

Como a segunda etapa da Campanha de Vacinação teve início sem que todo o público da primeira fase conseguisse ser imunizado, devido à falta de vacinas, também foram reservadas 1.500 doses para os idosos acamados. A equipe da Coordenação Municipal de Imunização irá visitá-los nos albergues e lares para idosos, para garantir que eles sejam imunizados.

A Secretaria de Saúde continua aguardando o envio de um novo lote pelo Governo do Estado para poder normalizar a oferta do serviço. Até o momento, não há previsão de quando ou quantas novas doses chegarão ao município.

A segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Influenza se estende até 8 de maio. Nessa etapa, o público-alvo é composto por profissionais das forças de segurança e salvamento; portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade; caminhoneiros, motoristas e cobradores de transporte coletivo e portuário.