Toquinho encerra Natal da Cidade celebrando 50 anos de carreira

O cantor e compositor homenageou o parceiro Vinicius de Moraes, com quem gravou 25 discos

A expectativa para o show de Toquinho se misturava com uma espécie de tristeza: chegara o último dia do Natal da Cidade, evento que reuniu, em Vitória da Conquista, nomes consagrados da música brasileira em um espaço público. Ao longo de sete dias, milhares de pessoas tiveram a oportunidade de assistir aos shows de Paulinho da Viola, João Bosco, Fafá de Belém, Zeca Baleiro, O Teatro Mágico, The Fevers, Ana Cañas, Yamandu Costa, Pereira da Viola, Roberto Menescal e Marcos Valle, além de mais de 40 apresentações regionais.

Na noite do dia 25, o palco foi do cantor e compositor Toquinho, que neste ano celebra 50 anos de carreira. Acompanhado do seu violão, o cantor relembrou, por meio das canções, as parcerias e as amizades construídas ao longo da sua trajetória musical. “O Natal é um dia de confraternização e a gente acaba lembrando das pessoas e do passado e consolidando o presente; no palco esteve tudo isso. Quando se canta uma canção, tem várias pessoas nela. O parceiro é uma coisa que fica fortíssima, não sai”, disse o cantor que iniciou sua apresentação cantando Tarde em Itapuã, uma parceria sua com Vinicius de Moraes.

Dedicado ao parceiro Vinicius, com quem escreveu mais de 120 canções e lançou 25 discos, o show fez Toquinho passear pelos 10 anos da intensa produção artística ao lado do poetinha. “Aquarela”, “Samba de Orly” e “Sei lá… a vida tem sempre razão” foram algumas das músicas que nasceram nessa parceria e que não ficaram de fora do repertório. Além de clássicos de Tom Jobim (“Garota de Ipanema”), Baden Powell (“Canto de Ossanha”), João Gilberto (“Chega de saudade”) e até mesmo Luiz Gonzaga (“Asa Branca”, de forma instrumental), que fizeram o público cantar em coro e no mesmo tom do cantor, além das canções consagradas entre o público infantil, como “A casa”, “O pato” e “O caderno”.

“Na Bahia eu venho sempre, mas essa é a minha primeira vez em Vitória da Conquista, fiquei lisonjeado com o convite quando vi as atrações da programação”, disse o compositor, que atraiu muitas pessoas para o Centro Glauber Rocha.

A professora Lu Rosário estava no Centro Glauber Rocha só por um motivo, o cantor Toquinho. “Eu estava viajando e voltei antes só para ver o show. Não vim nos outros dias, mas indiquei para todos os meus amigos, pois eu conheci a estrutura e a organização no São João”, garantiu. Quem também foi atraído pelo cantor foi o servidor público Sérgio Borba, que trouxe a filha para assistir ao show. “Não conhecia o espaço e gostei muito, está muito bem estruturado e organizado”, destacou.

Criado em 1997, o Natal da Cidade é promovido pela Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, valorizando a boa música brasileira, as tradições populares e os artistas regionais.

Notícias Relacionadas

Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
17/11
VIII Copa Café de Handebol será nos dias 18 e 19
Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
16/11
Café com Cinema: evento lança 12ª Mostra Cinema Conquista
Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
14/11
Prefeitura de Vitória da Conquista dá início ao Censo Cultural
Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
11/11
Prefeitura lança Censo Cultural