Tom Lemos e Pietro Leal abrem a quarta noite do Natal da Cidade

A dupla de compositores apresentou parte da produção autoral ao público da Praça Barão do Rio Branco

Na abertura da quarta noite do Natal da Cidade, no último sábado, 21, no palco da Praça Barão do Rio Branco, debaixo de uma neblina que insiste em cair desde o primeiro dia do evento, o público conferiu a apresentação dos cantores e compositores Tom Lemos e Pietro Leal. Composto predominantemente por canções autorais – embora tenha incluído também músicas de outros artistas baianos, como Caetano Veloso –, o espetáculo apresentou ao público de Vitória da Conquista parte da prolífica produção musical dos dois, que, em matéria de estilo, é descrita por eles mesmos como “indefinível”.

Afinal, além de Caetano, eles garantem trazer consigo elementos que foram buscar em artistas do porte de Gilberto Gil, João Gilberto, Raul Seixas e o grupo Novos Baianos. “São tantas influências, com uma diversidade tão grande, uma coisa tão plural que a gente não consegue se definir enquanto estilo. A gente se entende como música brasileira e como música baiana, pelo nosso sotaque e pelas nossas influências”, explicou Pietro, que também é vocalista do grupo Pirigulino Babilake, com o qual já se apresentou no Natal da Cidade em edições anteriores. “Tocar aqui neste palco é uma alegria grande”, prosseguiu Pietro. “Vitória da Conquista é um oásis no que diz respeito à valorização da cultura e da verdadeira música baiana”, acrescentou.

Coletivo – Publicitário de formação e natural de Vitória da Conquista, Tom Lemos também já se apresentou no evento anteriormente, mas em outro palco: o da Praça 9 de Novembro. Desta vez, foi sua estreia no palco principal – e já com uma invejável responsabilidade: abrir a noite para artistas como Milton Nascimento e Wagner Tiso, ambos também citados por ele e pelo parceiro Pietro como integrantes de sua lista de influências musicais. “Nós nos comparávamos com os Novos Baianos e também com o Clube da Esquina, que eram pessoas que se juntavam para fazer música”, contou Tom.

Há alguns anos, em Salvador, juntamente com outros amigos, eles mantinham um coletivo artístico chamado “Criativo”, que deu origem a dezenas de composições musicais. Algumas canções de autoria de Pietro e Tom, compostas nessa fase, fizeram parte do show que abriu a quinta noite do Natal da Cidade, a exemplo de “Pufe de garrafa pet”, “Som lunar” e “Planeta anão”.

Show autoral – “A gente se sente realmente muito privilegiado e muito valorizado por ser colocado na mesma noite de artistas de tão grande renome”, sintetizou Tom, para quem o show foi uma estreia também por outros motivos: foi o primeiro espetáculo em que ele pôde mostrar-se como um artista autoral, diferentemente dos tempos em que se apresentava na noite, como um crooner. “Celebrar tudo isso é uma maravilha. Agradecemos à Prefeitura, ao público e até à chuva, que o sertão estava precisando tanto”, comemorou.

Notícias Relacionadas

Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
21/08
Esporte e Consciência Ambiental são valorizados em evento de Capoeira
Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
16/08
Livro “Ex-voto do México” será lançado no Memorial Régis Pacheco
Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
13/08
Vitória da Conquista sedia 1ª Corrida em Prol da Criança com Câncer
Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
11/08
TV Cidadania e Museu Glauber Rocha são temas de reunião no Conselho de Cultura