Serviços essenciais da assistência social promovem reintegração sociofamiliar

Dando mais um significativo passo no que se refere às políticas públicas que buscam assegurar os direitos das crianças e dos adolescentes no município, a Prefeitura de Vitória da Conquista entregará à comunidade, no dia 1° de junho, segunda-feira, às 15h, o Centro Integrado dos Direitos da Criança e do Adolescente.

O novo equipamento público é o primeiro Centro desse tipo no país e abrigará em um só endereço diversos serviços socioassistenciais para os jovens. Os assistidos e as famílias terão acesso ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e aos programas Família Acolhedora e Novo Olhar.

Conheça um pouco mais sobre essas iniciativas e entenda a importância de cada uma:

Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) – O principal objetivo desse programa é prevenir e combater a violação de direitos, ofertando ações especializadas com equipe multiprofissional de orientação, proteção, acompanhamento psicossocial e jurídico. Entre as principais funções, destacam-se: desenvolver ações sociais para o fortalecimento da autoestima e restabelecimento do direito à convivência familiar e comunitária das pessoas violadas; contribuir para a promoção, defesa e garantia de direitos das pessoas vítimas de violência e tratamento do agressor; prevenir e interromper o ciclo de violência; favorecer a superação de violação de direitos, a reparação da violência vivida, o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários, a potencialização da autonomia e o resgate da dignidade; sensibilizar a comunidade em relação à gravidade da violação de direitos; sensibilizar a sociedade para denunciar casos de violência que tenham conhecimento; além de contribuir para a devida responsabilização dos autores da agressão ou exploração sexual.

Programa Novo Olhar: Serviço de execução de medidas socioeducativas em meio aberto, liberdade assistida e prestação de serviços à comunidade – O programa tem como intuito acompanhar adolescentes e jovens (de até 21 anos de idade incompletos) que estão em conflito com a lei, proporcionando assistência ao cumprimento de medidas socioeducativas, em meio aberto. O atendimento multidisciplinar abrange o melhoramento da qualidade de vida, em diversos aspectos, e reintegração sociofamiliar.

Programa Família Acolhedora – O serviço compreende a realização de ações com vistas à efetivação de políticas de proteção e assistência a crianças de 0 a 6 anos, com o objetivo de garantir seus direitos de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), em especial no que se refere a seu artigo 19 que trata: “Toda criança ou adolescente tem direito de ser criado e educado no seio de sua família e, excepcionalmente, em família substituta, assegurada a convivência familiar e comunitária, em ambiente livre da presença de pessoas dependentes de substâncias entorpecentes”.

Notícias Relacionadas

Desenvolvimento Social
27/04
Governo Municipal estuda novos projetos na área de assistência social
Desenvolvimento Social
19/04
Prefeitura se reúne com entidades que atuam em políticas socioassistenciais
Desenvolvimento Social
17/04
Prefeitura oferece apoio às hortas comunitárias
Desenvolvimento Social
16/04
Programa Conquista Criança celebra a Páscoa