Segunda edição da Alvorada dos Ojás é realizada em Vitória da Conquista

A alvorada reuniu vários religiosos dos cultos de matriz africana.

 

Na noite dessa terça-feira, 20, as árvores da praças Tancredo Neves, Orlando Leite – popularmente conhecida como Pracinha do Gil – e Gerson Sales receberam uma cor especial: a branca. Isso porque a Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Coordenação de Políticas de Igualdade Racial do Município, e o Conselho Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial realizaram a segunda edição da Alvorada dos Ojás – quando tecidos brancos utilizados nos rituais de candomblé, os Ojás, são amarrados em árvores.

O ato celebra o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, comemorado nesta quarta, 21 de janeiro, e conta com o apoio do Coletivo de Entidades Negras da Bahia. Os participantes da alvorada esperam chamar a atenção da sociedade para a necessidade de promover a paz entre os religiosos e sensibilizar para a tolerância e a convivência harmônica, vencendo assim o preconceito e o racismo.

‘Ritual’ – Os religiosos se reuniram na Praça Tancredo Neves, onde realizaram o ritual Ipadê ao Orixá Exú, responsável pela abertura dos caminhos e garantidor do êxito da atividade. Este ano, o ritual contou com a participação inédita de líderes de outros segmentos religiosos – católicos, evangélicos, espíritas – que se declararam sobre a importância do respeito às religiões e a liberdade de culto.

Notícias Relacionadas

Gabinete Civil
25/04
Nota de pesar pelo falecimento de Antônio Carlos Napoli
Gabinete Civil
24/04
Em Brasília, prefeito participa de evento sobre sustentabilidade urbana
Gabinete Civil
24/04
Vitória da Conquista ganha serviço de alta complexidade em Oncologia pelo SUS
Gabinete Civil
22/04
Conquista disputa com o Vitória a classificação na final do Campeonato Baiano 2017