A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Coordenação de Imunização, realizou o levantamento de dados sobre a cobertura vacinal contra a poliomielite na zona rural de Vitória da Conquista. Na semana passada, o Ministério da Saúde divulgou uma lista com 312 cidades brasileiras que obtiveram uma baixa cobertura vacinal da doença, mais conhecida como paralisia infantil. O município estaria na lista, com um índice de 46,34% de cobertura vacinal para crianças menores de 1 ano.

Os números apresentados pelo Ministério contradizem o do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI), que mostram uma cobertura real de 49,64%. E mesmo esse número não reflete a realidade conquistense, pois contempla apenas a cobertura vacinal da zona urbana. A coordenadora de Imunização, Ana Maria Ferraz, explica: “Os dados apresentados são referentes apenas à zona urbana, já que o SI-PNI ainda está em fase de implantação na zona rural, cujos dados de vacinação não foram lançados no sistema”.

Como até o momento não houve contagem informatizada dos dados referentes à cobertura vacinal da poliomielite na zona rural, a coordenação de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde realizou esta semana o levantamento manual desses dados: “Esse levantamento nos deu o total dos números reais da cobertura. Tivemos, portanto, 74,25% de cobertura vacinal no município”, afirmou a coordenadora de imunização. A cobertura, portanto, está muito acima do mínimo preconizado pelo Ministério da Saúde, que é de 50%.

O sistema SI-PNI foi implantado em Vitória da Conquista no ano de 2015, mas as unidades da zona rural ficaram de fora da inovação, o que somente agora, na gestão atual, está sendo mudado. “Até o final do ano o SI-PNI será plenamente implantado na zona rural”, explicou Ana Maria Ferraz. “Este foi um problema recorrente, detectado em diversos municípios do país”, completou. A diretora de Vigilância à Saúde, Ramona Cerqueira, disse que a Secretaria de Saúde já comprou todo o equipamento para a aparelhagem da zona rural e que já começou a implantar o sistema: “A primeira unidade em que foi implantado o SI-PNI foi a de Lagoa das Flores. Até outubro teremos implantado 100% das unidades com o sistema”.

Combate à poliomielite – A Secretaria Municipal de Comunicação, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, está desenvolvendo uma campanha de conscientização sobre a poliomielite para ser divulgada antes mesmo da campanha nacional, que acontece no mês de agosto. Além disso, serão realizadas ações nas salas de vacina das unidades de saúde para que a comunidade saiba da importância da vacina contra a paralisia infantil. A doença é considerada erradicada do país e, desde 1990, não é registrado nenhum caso em todo o território nacional. Com a conscientização de todos,  o cenário tem tudo para se manter positivo assim.