Secretaria Municipal de Educação e Defensoria Pública discutem propostas ambientais nas escolas

Discutir ações para a preservação ambiental nas escolas públicas municipais. Esta foi a finalidade de uma reunião realizada na tarde desta terça-feira, 10, entre membros da Secretaria Municipal de Educação e representantes da Defensoria Pública. Na ocasião, o Judiciário apresentou alguns pontos do projeto “Mãos que reciclam”.

Incentivar a instalação de ecopontos para coleta seletiva nas escolas, além da promoção de um projeto que visa a destinação correta dos materiais inservíveis no final de cada ano letivo, a exemplo de cadernos e canetas usados, foram algumas das propostas apresentadas.

O secretário municipal de Educação, Marcelo Melo, acredita que a implantação do projeto vai possibilitar uma maior conscientização da comunidade escolar para a necessidade de preservação do meio ambiente. “A Rede Municipal estará participando e contribuindo para que não sejam iniciativas localizadas, mas hábitos para toda a vida”, completou.

Para a defensora pública, Kaliany Gonzaga, os alunos vão ter a oportunidade de colocar em prática conhecimentos teóricos adquiridos nas salas de aula.

Na ocasião, Kaliany também avaliou o encontro: “foi extremamente positivo, uma vez que são dois órgãos públicos buscando unir esforços em torno de um objetivo comum. Percebemos que a Secretaria de Educação está disposta a contribuir com todas as propostas que a gente trouxe”, disse.

Nos próximos dias, Secretaria Municipal de Educação e Defensoria Pública estarão reunidas com os coordenadores das escolas da Rede Municipal que estarão envolvidas com o projeto.

Notícias Relacionadas

Educação
15/10
Professora da rede destaca profissão como ferramenta de transformação social
Educação
11/10
Magia do circo anima festa do Dia das Crianças em creche municipal
Educação
11/10
Professores e coordenadores da Educação de Jovens e Adultos participam de capacitação
Educação
10/10
Mais de 500 alunos municipais participam da abertura da Mostrinha de Cinema