Qualidade da alimentação escolar é prioridade na Rede Municipal de Vitória da Conquista

Alimentos nutritivos chegam diariamente às mesas de aproximadamente 44 mil estudantes, da creche ao 5º ano do Ensino Fundamental

Na cozinha da Creche Municipal do Senhorinha Cairo, que recebe diariamente 240 crianças com idade entre dois e cinco anos, quatro folhas afixadas numa parede informam detalhadamente os alimentos que compõem as quatro refeições servidas em cada dia da semana. Junto ao cardápio, consta até a quantidade de calorias que devem ser consumidas diariamente pelos alunos, de acordo com sua idade.

A última quarta-feira, 4, por exemplo, era um dos dias em que as crianças de dois e três anos, que estudam em período integral, deveriam consumir 927 calorias. O café da manhã, às 8h, foi composto por vitamina de banana e mamão. No almoço, eles comeram feijão com arroz, cenoura, escondidinho, salada de tomate e pepino. O lanche do início da tarde, mais frugal, conteve manga. E na última refeição do dia, às 16h, a equipe da creche lhes serviu iogurte e pão.

Tanto o cardápio quanto a quantidade de calorias se renovam a cada três meses, de acordo com as variações climáticas, que podem exigir maior ou menor número de nutrientes por dia. As cenas vistas na creche – construída recentemente e entregue pela Prefeitura em fevereiro deste ano – podem servir como uma referência do modo como a alimentação escolar é distribuída na Rede Municipal de Ensino de Vitória da Conquista.

Aos alunos que vivem em regiões quilombolas, a Prefeitura garante um cardápio diferenciado, com aproximadamente 10% a mais de calorias do que a merenda consumida pelo restante do público estudantil. E, caso algum estudante apresente alguma patologia, sendo esta informada à direção da escola e comprovada por atestado médico, ele também será alimentado de forma individualizada, tendo direito a um cardápio cujos nutrientes estejam de acordo com suas necessidades.

‘Diferencial’ – “Vitória da Conquista tem um diferencial nesse sentido. Temos um Governo Municipal que tem um olhar voltado de forma especial para as crianças”, observa o secretário municipal de Educação, Valdemir Dias. O município cumpre a exigência feita pelo Governo Federal, de que o cardápio da alimentação escolar seja elaborado por nutricionistas devidamente habilitados profissionalmente e cadastrados no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Investimentos – Anualmente, a Prefeitura de Vitória da Conquista investe na alimentação escolar recursos da ordem de R$ 6 milhões. “O valor é repassado ao município pelo Governo Federal, por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)”, explicou o coordenador municipal de Alimentação Escolar, Josenilton Pacheco. O volume de gêneros alimentícios distribuídos na Rede Municipal gira em torno de quinhentas toneladas por ano. Dessa forma, esses alimentos passam pelas mãos de aproximadamente 450 manipuladores de alimentação escolar, antes de chegar às mesas de cerca de 44 mil alunos, nas 204 escolas e creches urbanas e rurais do município.

Notícias Relacionadas

Educação
22/11
Concurso de Produção Audiovisual Eco Kids e Econ Teens: conheça os vídeos premiados
Educação
21/11
Vitória da Conquista sedia Seminário de Experiências Pacto Estadual pela Educação
Educação
20/11
Serviço de limpeza é realizado em reservatórios de água das escolas e creches municipais
Educação
18/11
Pacto pela Educação: Professores e coordenadores municipais relatam experiências