Pronatec realiza workshop de orientação para inserção no mercado de trabalho

pronatec

 

Antônio Carlos Dias, casado e pai de quatro filhos, tem 57 anos e hoje é estagiário em um hospital da cidade. Ele voltou a estudar e está concluindo o ensino médio. Possui qualificação na área de carpintaria, encanador hidráulico e cuidados com idosos.

Na manhã desta quarta-feira, 30, ele participou do VI Workshop de Orientação para o Mercado de Trabalho promovido pela Prefeitura, via ao Acessuas Trabalho-Pronatec, executado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. Antônio Carlos é também escritor de crônicas, com premiações em concursos estaduais. Inclusive, ele já tem convites para publicação de um livro pelo comitê do Programa Nacional de Incentivo à Leitura da Fundação Biblioteca Nacional (Proler/Uesb).

Para narrar sua história de mudança de vida, Antônio Carlos usou as ferramentas que tem aprendido ao longo dos cursos de capacitação que fez. Com uma boa oratória, ele relatou sua trajetória após perder o emprego de motorista, função que exercia há nove anos. Nas entrevistas de emprego que fazia, esbarrava na falta de qualificação e na escolaridade incompleta.

Foi aí que procurou o Programa Nacional de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho (Acessuas Trabalho – Pronatec) e mudou de vida. “Tenho que conquistar meu espaço”, pensou e agiu. A idade não foi impedimento para a qualificação e buscar novos caminhos. “Estou feliz com o resultado. Foi uma oportunidade que me fez resgatar o que não fiz há 30, 40 anos”, comemora.

O Workshop foi pensado para alunos que, como Antônio Carlos, são concluintes das turmas do Pronatec 2015 e precisam de orientação para ingressar no mercado de trabalho, com palestras sobre a elaboração de um bom currículo, postura durante uma entrevista de emprego e incentivo ao empreendedorismo.

Como ter acesso – Em 2015, foram beneficiados 130 alunos com os cursos oferecidos por meio das parcerias estabelecidas entre o Pronatec, o Senai e o Senac nas áreas de saúde, comércio, tecnologia da informação e construção civil. Ao todo, foram seis cursos.

Para ter acesso aos cursos de qualificação oferecidos pelo Pronatec é necessário estar cadastrado no CadÚnico do Governo Federal, ter entre 16 e 59 anos e ser classificado pelo programa como público-alvo. O cadastro é feito na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.

Os inscritos recebem de R$ 2,00 a R$ 2,50 por hora/aula até o término do curso, além de todo acompanhamento feito pela equipe do Acessuas Trabalho, com educadores sociais que monitoram a evolução do aluno e também com atendimento psicológico que faz a escuta e orientação de permanência no curso e inserção no mercado de trabalho.

Antonio Carlos

Antônio Carlos comemora nova fase de sua vida

Notícias Relacionadas

Gabinete Civil
23/08
Ministério Público e Judiciário asseguram: ação de preservação na Serra do Periperi é legal
Gabinete Civil
23/08
Governo assina TAC que retoma a operação da Zona Azul a partir de segunda, 28
Desenvolvimento Social
23/08
Bolsa Família Móvel atende a mais de 100 pessoas no povoado de Limeira
Educação
23/08
Seminário de EduComunicação discute novas formas de fazer educação ambiental