A Secretaria Municipal de Educação (Smed) participou do XII Seminário Internacional de La Red Estrado, em Lima, no Peru. O evento foi realizado de 3 a 5 de dezembro, com o tema “Direito à educação pública e trabalho docente: resistências e alternativas”.

Durante o Seminário, o Núcleo de Diversidade e Educação para as Relações Étnico-Raciais e Quilombola apresentou sua experiência de atuação no projeto “Projeto Trançando Africanidades: Vivências Afro-Brasileiras na Rede Municipal de Ensino de Vitória da Conquista”. Com início em 2017, o projeto tem a proposta de conscientizar os alunos para uma sociedade livre de racismo, preconceito e discriminação.

O trabalho apresentado no evento foi escrito pela professora Greissy Leoncio Reis, coordenadora do Núcleo de Diversidade. “Apresentar a experiência do Projeto Trançando Africanidades em um evento internacional foi muito relevante para a Secretaria Municipal de Educação, uma vez que teve seu trabalho divulgado e reconhecido por inúmeros pesquisadores em educação de toda a América Latina”, conta a professora.

Ainda de acordo com ela, a iniciativa do município de Vitória da Conquista foi bem avaliada pelos pesquisadores e cientistas internacionais. Após conhecer a experiência, eles consideraram o projeto como uma prática que contribui para a promoção da igualdade racial, combate ao racismo e efetivação das políticas afirmativas no município.