Projeto da Barragem do Rio Pardo está praticamente concluído

Projetos básico e executivo já estão prontos. Licenciamento ambiental depende apenas da aprovação do Inema. Próxima etapa é o processo licitatório para a construção da obra

A Prefeitura de Vitória da Conquista recebeu nessa terça-feira, 2, a visita do engenheiro Ornaldo Freitas, da IBI Engenharia, empresa que venceu a licitação para a elaboração dos projetos básico e executivo da Barragem do Rio Pardo. Freitas entregou à Secretaria Municipal de Infraestrutura os relatórios definitivos referentes à obra.

Também já foi concluído e repassado ao Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) o processo de licenciamento ambiental. Resta agora apenas a palavra final do órgão para que a Prefeitura possa dar essa etapa técnica por concluída, e continue a buscar recursos junto ao Ministério da Integração Nacional, a fim de que seja iniciado um novo processo licitatório – desta vez para escolher a empresa responsável pelas obras de construção da futura barragem.

“Tecnicamente, hoje estamos praticamente finalizando a parte técnica do projeto da barragem. Fica restando apenas a finalização do licenciamento ambiental, que é uma coisa que depende do Inema”, explicou o engenheiro.

Adutora – Ao mesmo tempo em que conclui a etapa técnica do processo da barragem, a Prefeitura se empenha agora em preparar a documentação necessária para iniciar a que se refere a outra obra complementar: a adutora que será responsável por conduzir a Vitória da Conquista e aos demais municípios beneficiados a água armazenada pelo futuro reservatório.

Neste instante, está em andamento a elaboração do termo de referência do plano de trabalho. “Esse é um elemento-chave que compõe o edital de licitação que, após a aprovação pelo Ministério da Integração Nacional, será lançado em nível nacional”, esclarece Debora Rocha, secretária municipal de Infraestrutura.

Quando o termo de referência for aprovado, a Prefeitura poderá abrir a licitação que escolherá a empresa responsável por elaborar o projeto da adutora – repetindo, assim, os mesmos procedimentos legais que foram seguidos no caso da barragem, quando a IBI Engenharia venceu o processo licitatório e ganhou o direito de executar a parte técnica que, neste momento, está praticamente concluída.

“Esse é um projeto essencial porque a barragem, junto com a adutora, forma um sistema hídrico que vai poder tanto captar como conduzir para a cidade o volume de água de que a população precisa para ser abastecida”, enfatizou o prefeito Guilherme Menezes.

Autonomia hídrica – A futura Barragem do Rio Pardo será construída a pouco mais de 70 quilômetros da área urbana conquistense, na região do distrito de Inhobim. O reservatório terá capacidade para armazenar mais de 430 milhões de metros cúbicos de água, garantindo assim a autonomia hídrica para Vitória da Conquista e outros municípios da região, incluindo os distritos da zona rural.

Atuando de forma complementar, a adutora poderá conduzir aproximadamente 900 litros de água por segundo por um percurso de 80 quilômetros, até Vitória da Conquista e os outros municípios beneficiados. A água do reservatório não se limitará ao abastecimento. Pode também servir a empreendimentos nas áreas de irrigação, agricultura e energia hidráulica.

Notícias Relacionadas

Infraestrutura Urbana
21/07
Prefeitura inicia recapeamento asfáltico da avenida Amazonas
Infraestrutura Urbana
17/07
Prefeitura inicia trabalhos para revitalização da Praça Tancredo Neves
Infraestrutura Urbana
12/07
Prefeitura divulga cronograma da Operação Tapa-buraco
Infraestrutura Urbana
07/07
Prefeitura identifica ligações irregulares de esgoto na rede de captação pluvial e notifica responsáveis