Programa “Crack, é possível vencer” conta com serviço de teleatendimento

O serviço é oferecido pelo Governo Federal desde 2005 e, em 2014, atendeu mais de 26 mil ligações de todo o Brasil

Com o objetivo prevenir o uso de drogas no país, atendendo pessoas que buscam informações sobre álcool, tabaco, cocaína e maconha, entre outras substâncias, a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, em parceria com a Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre e a Associação Mário Tannhauser de Ensino, Pesquisa e Assistência (AMTEPA) criou o Ligue 132. Trata-se de um serviço do programa “Crack, é possível vencer”, do Governo Federal.

O serviço, que atende de forma sigilosa e anônima 24 horas por dia – incluindo feriados e finais de semana -, recebeu, entre os meses de janeiro e novembro de 2014, 26.051 ligações relacionadas à cocaína e ao crack. Essa é a maior busca de informações sobre uma substância já registrada no serviço, que está em atividade desde 2005.

Para orientar a esses casos específicos, o Ligue 132 desenvolveu uma metodologia própria, com apoio aos indivíduos tornando cada atendimento único. Assim, quem procura orientações pelo Ligue 132 poderá encontrar atendimento personalizado graças a uma equipe formada por profissionais capacitados. Eles ouvem os usuários e os familiares destes. Em seguida, prestam aconselhamento personalizado por meio de breve intervenção motivacional, estimulando-os a refletir e mudar seu comportamento-problema.

“Crack, é possível vencer” em Conquista – Vitória da Conquista aderiu ao programa em agosto de 2013. No município, o programa atua em três eixos (cuidado, prevenção e autoridade) e reúne diversas ações que envolvem diretamente as políticas de saúde, assistência social e segurança pública e, de forma complementar, ações de educação e de garantia de direitos.

* Com informações do Ministério da Justiça

Notícias Relacionadas

Desenvolvimento Social
18/11
Prefeitura promove 16 Dias de Ativismo pelo fim da violência contra mulher
Educação
18/11
Pacto pela Educação: Professores e coordenadores municipais relatam experiências
Notícias
18/11
Hospital Esaú Matos propõe roda de conversa sobre prematuridade
Mobilidade Urbana
17/11
Prefeitura amplia horário do transporte coletivo neste domingo, 19