Reunião contou com a participação de coordenadores de quatro abrigos para idosos

Nesta última terça-feira (14), a Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Semdes), realizou uma reunião virtual com quatro instituições de longa permanência para idosos (ILPIs) do município – a exemplo do Abrigo Nosso Lar – que foram contempladas no Programa Todos Pela Saúde do Itaú Unibanco.

Durante a reunião, o secretário de Desenvolvimento Social, Michael Farias, destacou o importante papel das ILPIs para a política de assistência social que atende a população idosa em Vitória da Conquista. “Nós sabemos que este é um público que vem crescendo em nosso país, que demanda uma atenção especial da sociedade e do poder público. Por isso, desde 2017, a gestão municipal vem estreitando laços e orientando essas instituições a se regulamentarem junto ao Conselho Municipal de Assistência Social e demais órgãos, para que possam fazer parte de ações não só de subsídio financeiro mas também de apoio técnico”, esclareceu Michael.

Na oportunidade, Michael colocou a Semdes à disposição para inscrição no programa Todos pela Saúde para o combate à Covid-19 junto à população idosa. O objetivo desta parceria é proporcionar a adequação das medidas protetivas para colaboradores e residentes das ILPIs por meio de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), informativos e outros itens necessários neste processo. Também será realizada a testagem de 100% da população de residentes e profissionais das ILPIs.

A coordenadora de Proteção Social Especial, Vanessa Severiano, informou sobre o acompanhamento das instituições no período da pandemia. “Estamos acompanhando as demandas de cada instituição de forma remota, por meio de internet e telefone, e também de forma presencial quando necessário”, explicou Vanessa.

A coordenadora do abrigo Lar da Terceira Idade, Luzinete Souza, agradeceu o apoio da Semdes, principalmente neste período de pandemia. “Nós do abrigo estamos passando por um momento importante de mudança e a pandemia nos deixou preocupados. Felizmente nós encontramos todo o apoio da Semdes, que nos orientou e tem nos ajudado na documentação para nossa regularização e também tem disponibilizado proteína para alimentação de nossos 16 abrigados”, destacou Luzinete.