Serviços incluem a roçagem e a retirada de terra e mato em excesso

Com uma pista de aproximadamente três quilômetros, e dominado por intensa e diversificada vegetação, o Parque da Lagoa das Bateias está sendo submetido a um processo de higienização por parte da Prefeitura. A iniciativa, que começou na manhã desta segunda-feira, 12, envolve as secretarias municipais de Serviços Públicos e de Meio Ambiente.

A equipe é formada por 16 servidores. Enquanto uns capinam o mato, que está abundante em muitos trechos, outros passam o rastelo e acumulam o material em alguns pontos da pista, para, posteriormente, recolhê-lo. Outros trabalhadores se ocupam da roçagem e da retirada da terra. “Queremos que o trabalho esteja concluído até o dia 1º de julho”, informou o coordenador municipal de Limpeza Pública, Joaquim Ernesto.

“Eu friso que a higiene pública tem como objetivo a saúde da população”, afirma o secretário municipal de Serviços Públicos, Esmeraldino Correia, citando o artigo 4 do Código de Posturas, cujo parágrafo único dispõe que “este objetivo será conseguido mediante a realização de práticas que permitam a fiscalização sanitária, abrangendo a higiene e limpeza das vias, lugares e equipamentos de uso público”.

“Estamos com uma equipe higienizando, limpando. E faremos uma manutenção continuada para que a Lagoa das Bateias, que é um ponto de encontro, possa assim proceder que homens, mulheres, crianças, jovens e a melhor idade, possam se encontrar naquele espaço, que é belíssimo”, explica.

“A Secretaria de Meio Ambiente dará um trato às árvores, com podas. Depois, faremos o embelezamento e ações pertinente a Serviços Públicos”, conclui Esmeraldino.