Lu destaca: “Nós merecemos e precisamos ser respeitadas pela nossa qualidade e competência”

Empoderamento feminino. Um dos termos mais lidos e escutados nos debates atuais é muitas vezes empregado com equívoco, como sinônimo de independência, ou até mesmo de autoestima. Mas empoderar na verdade significa o ato de dar poder a alguém. Na Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, o empoderamento feminino é, de fato, uma grande realidade. Atualmente, as mulheres comandam 40% dos cargos mais altos do secretariado municipal.

Uma delas é Lu Macário, secretária de Comunicação. Para ela, assumir cargos de gestão ao longo de sua trajetória profissional passou por bastante estudo e firmeza no posicionamento. “Nós merecemos e precisamos ser respeitadas pela nossa qualidade e competência, e não pela nossa beleza”, afirma.

Já a secretária municipal de Meio Ambiente, Luzia Vieira, conta que atualmente comanda uma equipe de 148 servidores, em sua maioria homens, e que são poucas as dificuldades encontradas em termos de discriminações de gênero. “Eu me sinto feliz em poder dizer isso para vocês, isso significa conquistas que estamos adquirindo com o passar dos anos”, comemora.

Lu Macário destaca que ter mulheres no comando é um importante passo para o combate ao machismo presente não apenas nas estruturas internas, como no ambiente macro de trabalho e até fora dele.

Atualmente, à frente de uma equipe de 23 servidores, em sua maioria mulheres, a secretária de Comunicação também é membro do Conselho Municipal da Mulher. Ela expõe o entendimento do seu papel dentro do empoderamento feminino: “Eu estou secretária, mas sou mulher. Vou ser mulher o resto da minha vida. É o meu dever lutar, combater qualquer tipo de assédio, discriminação contra as mulheres e ver o bem-estar para todas nós.”

Para Luzia, a trajetória feminina passa por um caminho onde é necessário retirar as pedras, para então deixar coisas boas florescerem. “A nossa vida, o nosso dia a dia, é uma luta. E a gente tem que ter essa predisposição e essa harmonia interior para estar sempre removendo os obstáculos e plantando flores”, compara.

Luzia comanda uma secretaria que tem 148 servidores, em sua maioria, homens