Prefeito Herzem Gusmão considera inverídicas, infundadas e irresponsáveis as denúncias feitas pelo deputado federal Jorge Solla

A Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, convocou uma entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, 10, para se posicionar sobre as denúncias feitas pelo deputado federal Jorge Solla ao Ministério Público Federal. Na oportunidade, o prefeito Herzem Gusmão e a secretária municipal de Saúde, Ceres Almeida, refutaram as acusações e mostraram à imprensa a verdadeira situação da saúde no município.

As denúncias se fundamentaram em três pontos principais. Entre eles, a situação das ambulâncias do Samu 192 que, segundo o deputado, teria suspendido o funcionamento de três veículos por falta de manutenção. Fato que foi desmentido pela secretária municipal de saúde. “Hoje estamos com quatro ambulâncias funcionando normalmente”, afirmou Almeida. “O número ideal seria de cinco ambulâncias, mas isso ficou prejudicado pelo sucateamento com que a frota foi entregue pela gestão anterior no início do ano. Além de veículos destruídos e abandonados no pátio do Deserg, tivemos que recuperar os que estavam em circulação, pois não recebiam manutenção adequada”, completou a secretária.

Um outro ponto abordado durante a coletiva foram os medicamentos vencidos apresentados pelo parlamentar como parte da denúncia. Com recibos das compras feitas pelo município em 2016, na gestão passada, e em 2017, já na atual gestão, a secretária afirmou: “nenhum medicamento adquirido pelo governo atual está com prazo de validade vencido. E temos os registros em fotografias feitas na transição do governo, com inúmeras caixas de medicamentos vencidos que foram entregues pela gestão anterior”.

O terceiro ponto da denúncia de Solla faz referência ao suposto descarte irregular de lixo hospitalar nas unidades de saúde, o que colocaria em risco a saúde da população. “Nós temos o lixo de todas as unidades de saúde devidamente acondicionados em bombonas fechadas”, explicou a secretária. “Não houve nenhum descarte inadequado do lixo”. Ainda, segundo a secretária, o contrato com a empresa que recolhia o lixo venceu em março passado, sendo que a administração anterior não havia deixado nenhum processo de licitação pronto para firmar um novo contrato, atrasando a contratação de uma nova empresa. Ainda segundo a secretária: “quando a nova empresa nos apresentou a proposta, o valor que iriam cobrar por cada bombona recolhida era cerca de mil por cento acima do cobrado anteriormente, o que levou a administração a renegociar os valores. Agora tudo já foi resolvido e esse lixo já vai começar a ser devidamente recolhido”. A secretária ressaltou também que as unidades de saúde construídas pela gestão anterior não possuem local adequado para a armazenagem de resíduos.

O prefeito Herzem Gusmão também condenou as denúncias feitas por Solla: “Todas são denúncias inverídicas, infundadas, irresponsáveis. Isso não é digno de um parlamentar”. O prefeito finalizou afirmando que as denúncias não vão se sustentar.

Notícias Relacionadas

Gabinete Civil
23/11
Prefeitura, Ministério do Trabalho e Ifba firmam parceria para implantação do Cidadão Aprendiz
Gabinete Civil
23/11
Palestra discute “Racismo Virtual”
Gabinete Civil
22/11
Governo Municipal participa da recepção do Comandante Militar do Nordeste
Gabinete Civil
21/11
Dia da Consciência Negra proporciona cultura e informação em Vitória da Conquista