Mais uma vez, a Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista abriu as portas para receber e ouvir os vanzeiros da cidade, na manhã desta quarta-feira (7). Apesar do encontro não ter sido previamente agendado, o prefeito Herzem Gusmão foi solícito e se prontificou a encaixar a reunião entre os compromissos.

Além do chefe do Executivo, os representantes dos vanzeiros também puderam dialogar com a secretária municipal de Governo, Geanne Oliveira; o secretário de Mobilidade Urbana, Ivan Cordeiro; e o coordenador de Transporte Público, Jackson Yoshiura.

No encontro, o Governo ouviu as demandas e reivindicações da categoria. Na ocasião, foi esclarecido que o edital de licitação para o transporte alternativo está suspenso por conta de uma recomendação do Ministério Público.

Com isso, a Prefeitura vem acatando as orientações do órgão. “O Ministério Público recomendou um estudo. Nós estamos, agora, com o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e o Plano Municipal de Mobilidade Urbana, iniciando esse estudo. Disse a eles [os vanzeiros] que o estudo pode demandar de seis a oito meses, porque não é só o estudo. É o estudo e o Plano Municipal de Mobilidade. E eles entenderam”, afirma o prefeito Herzem Gusmão.

Além disso, o prefeito lembrou que não tem poder para suspender as blitzes de trânsito, visto que isso poderia incorrer em crime de responsabilidade e até mesmo de improbidade administrativa. “Somos regidos por lei. Nós estamos atendendo uma recomendação do Ministério Público. O princípio de autoridade será mantido e as blitzes não vão parar”, explica.

Além de lembrar a necessidade e a importância de seguir a legalidade, o prefeito também destacou que continua em defesa da regulamentação do transporte alternativo, bandeira que defende desde o seu mandato como deputado estadual. “A preocupação maior nossa é o direito de ir e vir, das pessoas se locomoverem, o que também fortalece a economia”, justifica. E completa: “Então eu sou um defensor dos vanzeiros”.

Para manter o diálogo com a categoria durante todo o processo, ao final, o prefeito sugeriu a criação de uma mesa permanente de conversa. Com isso, a categoria presente demonstrou compreensão e satisfação com o encontro. Segundo um dos representantes, João Paulo, a categoria quer caminhar junto com o Governo, e agradece o prefeito por atender sempre que solicitado. “A iniciativa do prefeito manter o diálogo aberto e, pessoalmente, nos atender demonstra a boa vontade e o esforço em resolver a demanda. Sabemos que a lei tem que ser seguida, mas os pais de família precisam trabalhar e os passageiros também. Agradecemos essa comissão formada, sugerida pelo prefeito, e estamos confiantes que vamos conseguir resolver”, disse.