Pessoas em situação de rua recebem assistência em Conquista

sc2_9605-ed

“Fui morar na rua porque o meu casamento não deu certo, como era antes. Tive de procurar o meu lugar, e ela o dela”, contou Maurício de Jesus. O jovem, que não sabe precisar ao certo a idade, assim como outras pessoas, vive em situação de rua em Vitória da Conquista.

Mas, nesta sexta-feira, 1º, duas dessas pessoas resolveram fazer diferente. Elas, que viviam na Praça Vítor Brito, aceitaram a assistência prestada pelo Centro de Referência Especializado em Assistência Social para a população em situação de rua (Centro Pop) e se preparam para retornar para suas casas.

“Das onze pessoas que estavam na Praça Vítor Brito, duas aceitaram ir para a Casa do Andarilho e, a partir de segunda-feira, vamos viabilizar as passagens para que elas retornem para as suas casas”, contou o gerente do Serviço de Abordagem Social da Prefeitura, Rogério Brito.

De acordo com Rogério, apenas três dessas pessoas são de Conquista. As demais vieram de Feira de Santana, Rio de Janeiro, Jequié e Santo Antônio de Jesus.

Desde 2011, o Centro Pop, vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, atua identificando de onde são os moradores em situação de rua na cidade e o motivo da permanência deles nas ruas, resgatam documentos e atendem os migrantes com doações de passagem.

“Encaminhamos a população para os demais serviços da rede de atenção e programas sociais em que se encaixem. Ou seja, é feito todo um trabalho para assegurar direitos e promover a cidadania dessa população para que elas saiam e não retornem a uma situação de vulnerabilidade”, concluiu o gerente.

sc2_9609-768x512

Notícias Relacionadas

Desenvolvimento Social
18/11
Prefeitura promove 16 Dias de Ativismo pelo fim da violência contra mulher
Desenvolvimento Social
16/11
Bolsa Família Móvel chega a Cercadinho neste sábado, 18
Desenvolvimento Social
15/11
Educandos do Cras Jardim Valéria visitam Câmara de Vereadores
Desenvolvimento Social
14/11
Semdes intensifica inscrição dos beneficiários do BPC no CadÚnico