Paulo Martelli e João Omar abrilhantam segunda noite do Festival Internacional de Violão

O Festival Internacional de Violão segue com ampla programação até a noite deste sábado, 23

Um recital de música memorável durante esta primeira edição do Festival Internacional de Violão, sediado em Vitória da Conquista. Na noite dessa sexta-feira, 22, o evento contou com a brilhante apresentação do consagrado violinista Paulo Martelli. Com simpatia e  carisma, o músico brasileiro, renomado internacionalmente, encantou a plateia do Polo de Educação Permanente com um repertório eclético formado por composições consagradas.

Paulo Martelli

Paulo Martelli é considerado um dos melhores violinistas de sua geração e o público de Vitória da Conquista pôde comprovar de perto todo seu talento e criatividade. Com o violão de seis e onze cordas em mãos, além de uma habilidade surpreendente, ele apresentou peças como as do maestro e compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos e as do compositor alemão Johann Sebastian Bach, relevante expoente da música barroca.

Após o recital, o violinista confessou a alegria ao ver a receptividade do público de Vitória da Conquista. “Eu quero morar aqui agora”, brincou. Ainda conforme Martelli, esta primeira edição do festival já mostra a relevância e a grandiosidade do evento. “Este é o início de uma grande parceria. Se continuarmos trabalhando e fazendo o festival anualmente com certeza teremos um público de todas as partes do Brasil”, enfatizou.

O violinista foi um dos articuladores, entre os músicos participantes, para viabilizar o Festival Internacional de Violão, promovido pela Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria Municipal de Educação, em parceria com o Movimento Violão. “Paulo Martelli é um exímio concertista que se apresenta em vários países do mundo e que ajudou na programação e veio prestigiar esse evento que é uma riqueza para nossa cidade. O Governo Municipal se sente muito honrado e feliz em poder oferecer aos nossos jovens e às nossas crianças esses concertos e essas execuções tão importantes e que servem de referência”, certificou o prefeito Guilherme Menezes.

Talento da terra – A segunda noite do Festival Internacional de Violão também contou com a apresentação do violinista e maestro João Omar. Talento da terra e filho de um dos maiores compositores brasileiros, Elomar Figueira, João fez a abertura do recital e, durante sua participação, apresentou uma das canções de seu pai. “É uma grande honra estar aqui hoje”, revelou.

João Omar

Ainda segundo o maestro, a primeira edição do Festival Internacional de Violão superou todas as expectativas. “Ter um festival com esse nível é extremamente significativo e vai mudar a vida de muitos alunos que estudam violão e de muita gente que se dedica a esse instrumento”, declarou.

Thierry Sobral

O estudante e músico Thierry Sobral compartilha da mesma opinião do violinista. “Gostei bastante do evento pelo alto nível dos participantes. Certamente isso motiva muito os alunos, pois eles veem o desempenho dos músicos e querem chegar lá também”, reiterou. Formar público para a música erudita, incentivar jovens músicos ao estudo do violão e incluir Vitória da Conquista no circuito da música erudita de concerto são alguns dos principais objetivos do festival.  

Notícias Relacionadas

Educação
21/06
Festa junina da Escola Zulema Cotrim revela busca por inclusão na Rede Municipal de Ensino
Educação
20/06
Conselho Municipal de Educação define calendário de reposição de aulas
Educação
19/06
Prefeitura assina convênio que transforma Patrulhando a Cidadania em escola municipal
Educação
08/06
Prefeito visita depósito e avalia projetos para melhorar a qualidade da merenda escolar