No primeiro dia do reajuste da tarifa, os usuários vão pagar meia-passagem

????????????????????????????????????

A nova tarifa do transporte coletivo urbano de Vitória da Conquista foi fixada em R$3,30. O decreto do executivo foi assinado  no fim da tarde desta sexta-feira, 27; e o novo valor da tarifa  começará a valer a partir do próximo domingo, 29, juntamente com o benefício da meia-passagem para todos os usuários aos domingos e feriados. O reajuste de 17,85% foi autorizado após a análise minuciosa da planilha de estudo tarifário, que detalha os custos do sistema de transporte público.

A equipe técnica da Administração Municipal verificou que, desde o último reajuste da passagem, em julho de 2015, houve um aumento nos custos operacionais das empresas e um desequilíbrio  no sistema. Os gastos aumentaram e a tarifa se manteve em R$2,80, um valor considerado baixo, se comparado ao praticado por cidades brasileiras  de porte semelhante e até menores, como Ilhéus, onde a tarifa cobrada é de R$ 3,10.

“Conquista trabalhava com uma tarifa política, não era uma tarifa técnica, isso penaliza o transporte coletivo, empobrece, desequilibra o sistema”, afirmou o prefeito Herzem Gusmão.

De acordo com o contrato, a tarifa do transporte público deve ser revista anualmente, o que não foi feito pela gestão passada, que deixou a demanda em aberto. O gráfico abaixo mostra o déficit acumulado pelas empresas de ônibus mês a mês, desde 2015.

grafico-comparativo-cpy

Por conta desse cenário, a Associação das Empresas do Sistema de Transporte Coletivo Urbano de Vitória da Conquista (ATUV),  sugeriu uma tarifa no valor de R$ 3,57. Após sucessivas negociações e para não onerar ainda mais o orçamento dos milhares de usuários, o Governo fixou a tarifa em R$3,30, além de incluir no acordo o benefício da meia-passagem aos domingos e feriados.

Após os primeiros trinta dias da medida, a meia-passagem só vai valer para quem pagar por meio do bilhete eletrônico; para os estudantes, que já pagam meia, não vai haver alteração. Para subsidiar esse benefício, a Prefeitura garantiu rever a carga tributária incidente sobre as empresas de ônibus e desonerar o sistema, a exemplo da isenção da taxa de gerenciamento de 2% sobre a arrecadação.

Em contrapartida, o governo irá cobrar a melhoria na qualidade do serviço de transporte público e o cumprimento das cláusulas do contrato por parte das duas empresas permissionárias. Para isso, A Viação Vitória assinou, no fim da tarde desta sexta-feira,27, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), com prazos determinados para operar de acordo com as exigências contratuais.

 

A Prefeitura também vai investir na melhoria do transporte coletivo urbano de Vitória da Conquista com a construção do novo terminal da avenida Lauro de Freitas, além da melhoria no trânsito do centro da cidade para diminuir o tempo de viagem,  regulamentação do transporte complementar e reforço na fiscalização. “Dado o momento e o atraso e a defasagem existentes, é pedir paciência e compreensão e vamos todos agora fazer com que o trânsito e o transporte público seja melhorado em sua qualidade” pontuou o secretário de Serviços Públicos, Trânsito e Transportes, Esmeraldino Correia.

Após a assinatura do decreto, o prefeito Herzem Gusmão  pediu a compreensão da população. “Portanto, a medida foi uma medida necessária para equilibrar o sistema de transporte público e nós contamos com a compreensão de Vitória da Conquista, que está torcendo e acreditando no nosso Governo”

Veja o comparativo do preço da tarifa em municípios do Brasil:

tarifa-municipios

 

 

 

Notícias Relacionadas

Gabinete Civil
21/07
Prefeitura e Coelba assinam termo de compensação ambiental
Gabinete Civil
21/07
Prefeito municipal empossa novos conselheiros de Habitação Popular
Gabinete Civil
20/07
Governo Municipal e Polícia Rodoviária Federal estreitam parceria
Gabinete Civil
19/07
Prefeitura e Fundação Dom Cabral apresentam planejamento estratégico para Vitória da Conquista