A informação tem o poder de salvar vidas. Todos os dias, jornalistas remam em meio às dificuldades da alta maré para entregar coletes flutuadores à população. Não deixar que ninguém se afogue na escuridão da falta de conhecimento é o seu maior compromisso profissional.

E para garantir que o seu objetivo seja cumprido, não há descanso. De domingo a domingo, 24 horas por dia, durante fortes tempestades ou sobre águas aparentemente calmas… Sempre haverá um jornalista remando. Em sua embarcação, a bravura em assumir os riscos da aventura é uma velha companheira maruja. Em sua bússola, o dever com a verdade é norte.

O trabalho em equipe assegura o sucesso da jornada. Produzir, entrevistar, escrever, apresentar, filmar, editar, checar, fotografar, revisar… Esse é um remo para muitos braços. Aqui, a lenda da polarização entre jornalistas de veículos e jornalistas de assessorias de imprensa cai por terra. Se a missão é informar com clareza e eficiência, entregando coletes salva-vidas ao público, estamos todos no mesmo barco.

Pois o jornalismo é, sem distinções, um agente de função social. Não há jornalismo sem interesse público. A força que move o Quarto Poder é também a voz que grita a verdade, o punho que escreve a história, o escudo em torno dos oprimidos, o alimento diário da cidadania.

É preciso coragem e resistência para não pular do barco quando as ondas ganham altura e parecem prestes a nos engolir, e os trovões são tão altos que ameaçam nos silenciar. E somente o amor pela aventura é capaz de nos sussurrar, ao fim de cada dia: “Sim, valeu a pena.” É por isso que todo jornalista faz do alto mar o seu porto-seguro.

Talvez, para cada um dos profissionais de jornalismo do mundo inteiro, o mar nunca tenha estado tão desafiador. A pandemia do Covid-19 tirou um monstro marinho da ficção e nos deixou com a missão de encará-lo, com nossos remos, coletes, e agora também máscaras de proteção. Mais do que nunca, a informação tem salvado vidas – pois, apesar do vasto campo de possibilidades das figuras de linguagem, essa afirmação nunca foi uma metáfora.

Nesta terça-feira, 7 de abril, é comemorado o Dia Nacional do Jornalista. Por isso, a Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista aproveita a oportunidade para parabenizar e agradecer pelo importante papel que cada um desses profissionais desempenha em nossa cidade. Em especial, aos jornalistas da Secretaria Municipal de Comunicação (Secom), que realizam com primor a travessia diária entre as informações da nossa instituição e o público; e aos jornalistas dos diversos veículos da imprensa conquistense, que se dedicam ao exercício diário da transmissão da verdade com responsabilidade.