Pela terceira semana consecutiva, a boa música e o talento dos artistas da região puderam ser apreciados pelas pessoas que passavam na Praça 9 de Novembro, no fim de tarde dessa terça-feira, 20. O Projeto Tom da Terça, promovido pela Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, apresentou Bia Novaes e Iracema Miller, além dos alunos do Conservatório Municipal de Música, Geisiane Cypriano e Mateus Freitas.

O público pode ouvir um repertório refinado nas vozes marcantes de Bia e Iracema, com clássicos da Bossa Nova e com canções consagradas da Música Popular Brasileira (MPB), nas vozes de João Donato, Nonato Buzar, Gilberto Gil, Chico Buarque, entre outros. “Acho maravilhosa a intenção da Prefeitura Municipal e me sinto lisonjeada de estar aqui com vocês. É um presente muito grande e agradeço à Secretaria de Cultura. Amo cantar aqui e já me sinto conquistense”, declarou a soteropolitana Bia Novaes que mora, há seis anos, em Conquista.

Também interpretaram grandes sucessos da MPB, a cantora Geisiane e o violonista Mateus. Entre as canções de Maria Gadu e Cartola, a adolescente agradeceu a todos e destacou a importância da música em sua vida. “A música é tudo pra mim. Agora, faço violão clássico, me dedico à música sempre.”

Geisiane que, em 2013, venceu em terceiro lugar o concurso “Por isso é que eu canto” e se apresentou no Natal da Cidade falou sobre essas oportunidades dadas pelo Governo Municipal. “É maravilhoso. É uma oportunidade de ser conhecida por todas as pessoas. Eu estou muito feliz”.

Tanto para os organizadores como para a plateia presente no Tom da Terça a palavra “interessante” descreve o evento:

Carlos Moreno

“Interessante a volta do Tom da Terça, a cidade pedia por isso. A proposta é essa: revelar talentos, resgatar valores e a função da Secretaria é justamente contemplar os artistas locais com eventos deste porte, para que eles possam ser inseridos no mercado cultural de uma maneira muito digna”, comentou o coordenador municipal de Turismo, Carlos Moreno.

Carla Alessandra

“Muito interessante. A gente estava carente de eventos como esse. Gostei bastante, pois tem que haver a valorização da MPB”, disse a estudante de Ciências Sociais da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Carla Alessandra Sousa, que prestigiou pela primeira vez ao Tom da Terça.

Adriana Oliveira

A colega de curso, Adriana Oliveira, que está há menos de um ano na cidade, também aprovou. “É um evento bacana com música mais clássica para a população, trazendo mais cultura, com acessibilidade para todos. Interessante a oportunidade que se dá também aos alunos do conservatório”, observou.

Léo Leão

O estudante e cantor Léo Leão, natural de Camacan, está a seis meses tocando em bares da cidade e achou ótima a iniciativa. “Presenciar artistas de qualidade e amigos como Bia e Iracema é ótimo. E é uma oportunidade única para você expor seu trabalho fora do barzinho, porque aqui a visibilidade é bem maior, as pessoas estão indo e vindo”, comentou.

Print this pageShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on LinkedIn