A Prefeitura de Vitória da Conquista esteve representada no VI Fórum de Assistência Farmacêutica e Farmacoeconomia, realizado entre os dias de 18 e 21 de setembro na cidade de Salvador. Durante o evento, que teve como tema central “Modelos inovadores de acesso a medicamentos no Brasil e no mundo”, a coordenadora da Assistência Farmacêutica, Fabiely Gomes, apresentou a experiência do município com a reorganização do automonitoramento da glicemia capilar.

Durante a apresentação, a coordenadora falou da importância de se realizar este tipo de monitoramento e apresentou os avanços que o município teve com o procedimento. Ela explicou que “ao longo dos últimos dois anos nós conseguimos atender 59% mais pacientes do que em 2016. Saímos de 920 para 1608 em 2018, isso até o momento.

Ainda de acordo com Fabiely Gomes, os pacientes atendidos pelo município saem da farmácia com todos os insumos (glicosímetro, lanceta e tiras reagentes) para realizar o monitoramento. “Os pacientes que procuram o serviço para esse atendimento são atendidos em consultório farmacêutico, individualmente e, de acordo com as suas necessidades, sempre que retornam a farmácia levam o glicosímetro para que possamos verificar como está o controle da sua glicemia e, se necessário, ajudá-lo com o melhor plano de cuidado para que possa atingir a meta necessária para melhoria de sua saúde”, explicou.

Sobre o programa – Para acesso ao programa é preciso seguir os critérios da Lei Federal 11.347/2006 e da Portaria 2.345/2006 que são: fazer uso de insulina; estar vinculado a uma unidade de saúde da família ou unidade básica de saúde (para participar de grupo educativo e receber o formulário para o primeiro acesso ao programa e todo acompanhamento necessário). Após essa etapa, o paciente deve procurar, de segunda a sexta-feira, qualquer unidade de farmácia da família para que a equipe dê os encaminhamentos necessários.