Pedestres e condutores assistem a uma palestra no Cine Rodoviário da PRF

Só no ano de 2017 ocorreram mais de 37 mil acidentes de trânsito em todo o Brasil, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Para conscientizar e alertar condutores e pedestres, a ONU instituiu em 2011 o mês de maio como referência para essas ações no mundo inteiro, utilizando a cor amarela como símbolo de atenção e advertência.

Em Vitória da Conquista, o mês é marcado por diversas atividades que levam a população a compreender a importância da prevenção. Este ano, em uma parceria com o projeto Sinal Verde da TV Sudoeste, a Prefeitura, as Polícias Militar e Rodoviária Federal e o Simtrans, realizaram, nesta terça (15) e quarta (16), uma Campanha Educativa de Trânsito. A iniciativa, voltada para os transeuntes, contou com palestras, panfletagem e o cinema rodoviário da PRF com o intuito de diminuir a mortalidade por esses acidentes.

É importante lembrar que mesmo não sendo condutor, o pedestre também faz parte do trânsito e tem direitos e deveres a serem cumpridos. Uma das organizadoras da Blitz, a Supervisora de Marketing da TV Sudoeste, Luciana Campadonio, afirma que, além de reforçar o maio amarelo, a campanha é uma forma de “mostrar para a comunidade o papel importante que ela possui e que a própria população faz a diferença para contornar essa situação”.

O mês é marcado por diversas atividades sobre a importância da prevenção

De acordo com o inspetor Conduru (PRF), essa campanha é uma tentativa de “reverter o quadro na esfera da educação e da conscientização, porque o trânsito é feito por cada um de nós”. Ele acredita que os principais acidentes de trânsito estão relacionados com o uso do telefone celular, com ultrapassagem em local proibido, com a falta de uso do cinto de segurança e com o ato de dirigir embriagado.

Quem aprovou a iniciativa foi o estudante Dimas Silva, 15 anos, que sonha em seguir carreira na Polícia Rodoviária Federal. Ele aproveitou a palestra para aprender regras que podem ser aplicados tanto no dia-a-dia quanto na futura profissão. “Por exemplo: se você está no celular e vai fazer uma curva, pode atrapalhar quem está atrás e causar um acidente pior. Temos sempre que pensar em prevenção!”.

O estudante Dimas Silva, 15 anos, que sonha em ser policial: “Temos sempre que pensar em prevenção”

Não usar o cinto de segurança e falar ao celular enquanto dirige são as atitudes que lideram os índices de infrações de trânsito, segundo Andrea Barbosa, agente do Simtrans (Sistema Municipal de Trânsito). Ela lembra que o uso do cinto de segurança também é importante no banco traseiro.

Andréa contribui, ainda, dando palestras em escolas e empresas. A coordenadora de Trânsito, Rayner Mendes, frisou a importância dessa parceria. “O objetivo é discutir a temática durante todo o ano, em conjunto com ações de educação e fiscalização. Por isso, a grande importância de palestras e intervenções junto a pedestres e condutores da comunidade”.

Para Adelita de Souza, condutora que assistiu à palestra, as informações a alertaram para a importância de ser cuidadosa. Aprendeu, por exemplo, que passar o sinal amarelo não é uma infração, mas nem sempre o condutor consegue atravessá-lo em tempo. Por isso, o melhor é não se arriscar. “Eu sou muito cuidadosa no trânsito e nunca sofri acidentes. Eu passava no sinal amarelo achando que daria tempo. Agora, depois do alerta, vou fazer diferente!” enfatizou.