Jornada Pedagógica: segundo dia traz discussões sobre violência e arte

Programação segue até esta quinta-feira, 5, no Centro de Convenções Divaldo Franco

O segundo dia de programação da Jornada Pedagógica trouxe novas discussões sobre temas de interesse do universo dos profissionais da Rede Municipal de Ensino. A primeira palestra da tarde, a cargo do professor Erick de Oliveira Júnior, contemplou o tema “Violência infanto-juvenil e seus aspectos éticos: novos desafios na contemporaneidade”.

Segundo o palestrante, é preciso ir a fundo nas discussões sobre a violência, a fim de detectar suas eventuais origens e apontar as responsabilidades que devem ser assumidas por quem se relaciona com o problema. “Quando se fala em violência, além da responsabilidade da família e do Estado, também se estabelece uma responsabilidade da própria sociedade”, afirmou Erick, que é também procurador da Prefeitura de Vitória da Conquista. “A escola e os educadores têm uma importância fundamental, porque eles podem mudar o paradigma, hoje vigente, do consumismo, do utilitarismo, que levam muitas pessoas, nessa ânsia de adquirir produtos e bens, a esquecer da sua própria essência e adentrar o caminho da violência em nome da busca por uma condição que não possuem”, complementou.

‘Papel da intermediação’ – O secretário municipal de Educação, Valdemir Dias, apontou os motivos da inclusão da palestra na programação da jornada. “A questão da violência, em nossa sociedade, tem que ser sempre debatida, e o papel do professor é o da intermediação, de criar o ambiente de discussão. É importante que se explore bastante esse tema”, disse.

Com isso, obviamente, os organizadores conseguiram contemplar as expectativas dos educadores que participam do evento – como a coordenadora pedagógica Selma Cotinguiba, que atua na Creche Municipal Zilda Arns, localizada no bairro Bruno Bacelar. “Assim, a gente fica mais seguro e fala sobre esse assunto com mais propriedade. É muito importante. Estou radiante com este evento”, avaliou.

Arte – O segundo dia da Jornada Pedagógica incluiu ainda outras atividades, como a que esteve sob a responsabilidade da professora licenciada em Desenho e Plástica da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Mônica Medina, que trouxe o seguinte tema: “Como a arte atinge (toca, fala, evolui) a alma”. A programação segue até esta quinta-feira, 5, no Centro de Convenções Divaldo Franco.

Notícias Relacionadas

Educação
18/09
FNDE abre inscrições para capacitação de conselheiros da alimentação escolar
Educação
18/09
Prazo para inscrições no Brasil Alfabetizado termina quarta, 20
Educação
18/09
6ª edição do Projeto Ser Surdo será concluída em 26 de setembro
Educação
17/09
Encontro destaca importância da parceria entre escola e família