Atenção, Vitória da Conquista! Está na hora de efetuar o pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Até o dia 29 de março, será disponibilizado um desconto de 10% para quem pagar o imposto em cota única. Para quem optar pelo parcelamento, será possível quitá-lo em nove parcelas – a primeira, com vencimento também no próximo dia 29; e a última, com pagamento programado para o mês de novembro.

A Prefeitura Municipal já enviou os carnês para todos os imóveis construídos da cidade. Ainda assim, se por algum motivo você ainda não teve acesso ao seu, é muito simples. Basta navegar no site da PMVC, informar o seu número de cadastro imobiliário (disponível em qualquer IPTU de anos anteriores) e imprimir o seu carnê. Ele pode ser pago em qualquer casa lotérica ou banco credenciado.

Além disso, o carnê também está disponível na Secretaria Municipal de Finanças, localizada na Praça Tancredo Neves (ao lado da Catedral de Nossa Senhora das Vitórias), onde você será atendido das 8 às 17 horas. Para quem mora na zona oeste da cidade, neste ano o atendimento está mais fácil. O Governo Municipal instalou um posto de atendimento para o IPTU na Prefeitura da Zona Oeste (instalada no Centro Glauber Rocha, na avenida Brumado). Lá, você pode obter o seu carnê das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas.

Lembrando que para os imóveis cujo imposto está no valor de até 200 reais, foi emitido um boleto com o valor promocional da cota única. Mas, caso o proprietário desejar, também é possível efetuar o parcelamento em até nove vezes. Basta escolher um dos procedimentos descritos acima para ter acesso ao carnê com as parcelas.

O secretário municipal de Finanças, Jonas Sala, explica a relevância do imposto para os serviços públicos: “É uma importante fonte de recurso para a Prefeitura custear diversos programas, diversas melhorias na cidade. Dentre elas, a manutenção de avenidas, de iluminação, de jardins. Inclusive como contrapartida para captar outros recursos federais.” Por isso, de acordo com ele, quem está em dia com o IPTU está ajudando a cidade a melhorar em todos os aspectos.

Entenda – A arrecadação do IPTU corresponde a uma das maiores receitas próprias da Administração Municipal. Para o cidadão, ele corresponde a um valor pequeno: é cobrado 1% em cima do valor do imóvel construído; 1,5% sobre terrenos murados; e 3% quando se trata de terrenos baldios. “Existe até certa diferença no valor de avaliação da Prefeitura e o valor que o mercado hoje está pagando pelos imóveis”, revela Sala.

Inadimplência – Quem não realizar o pagamento do IPTU terá o débito inscrito na Dívida Ativa, levando a uma cobrança judicial. “Isso acresce honorários de advogados, juros moratórios, multa; e o acúmulo do tempo, que eleva o valor da dívida”, explica o secretário de Administração. Jonas Sala também lembra que essa dívida estará vinculada ao imóvel, impossibilitando, por exemplo, se envolvimento em transações comerciais.

Por isso, escolha a forma de pagamento mais adequada e fique em dia com o seu IPTU. Para mais informações, ligue para (77) 3424-8551.