Quarenta personalidades foram homenageadas pela Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC), na noite desta quinta-feira (08), ao receberem o Título de Cidadão Conquistense. A honraria tem como objetivo reconhecer a relevância para a nossa terra de pessoas que escolheram Vitória da Conquista para morar, estudar, trabalhar e que já são considerados filhos da terra, ou que trouxeram benefícios para a cidade.

Familiares, autoridades públicas, empresários e outros convidados se reuniram no auditório do Centro Municipal de Atenção Especializada (Cemae), para prestigiar a sessão solene que homenageou pessoas relevantes para Conquista em diversas áreas, como a política, a educacional e a jurídica.

Representando o prefeito Herzem Gusmão, a vice-prefeita e secretária de desenvolvimento social, Irma Lemos, participou da cerimônia. Ela afirmou que “é muito importante tanto para a Câmara que está entregando quanto para quem está recebendo. Conquista tem essa qualidade de receber e acolher os filhos adotivos dando o que tem de melhor da cidade”. Para ela “na véspera do aniversário de Conquista, nada melhor que essa homenagem”. Em nome do Executivo Municipal, disse que “reconhecemos o quanto são importantes para Vitória da Conquista, o quanto tem contribuído para o crescimento de nossa cidade, e o prefeito deixa um grande abraço a todos”.

O líder do Governo na CMVC, vereador Luís Carlos Dudé, declarou que “Vitória da Conquista é uma cidade construída a muitas mãos. É uma cidade que recebe as pessoas que aqui chegam, ao longo de sua história, de braços abertos”. Acrescentou que a data já faz parte do calendário municipal e que “a cada ano a Câmara presta essa homenagem aos que contribuíram e continuam contribuindo para o avanço de nossa cidade”.

Cidadão Conquistense – Dentre as figuras homenageadas com a honraria, encontra-se o Pároco na Paróquia Nossa Senhora de Fátima e Santo Antônio Lisboa, Frei Gílson de Jesus Marinho, que faz parte da Ordem dos Frades Capuchinhos. Sergipano, nascido em Itabaiana, afirmou que residiu a primeira vez em Conquista no ano de 2003. “Saí daqui com o desejo de vir morar novamente”. Sobre a cidade diz que “Conquista é uma cidade encantadora. Povo bonito, acolhedor e um clima fantástico”. Expressou que o título recebido traz muita alegria no coração. “A cidade já é acolhedora. O título é mais um modo de nos acolher. Já me sinto filho de Conquista de fato e agora de direito”, finalizou.