Governo Municipal participa de implantação da Ronda Maria da Penha em Vitória da Conquista

Vitória da Conquista viveu um importante marco na manhã desta segunda-feira, 19. A Ronda Maria da Penha, que visa oferecer proteção a mulheres vítimas de violência doméstica, foi implantada na cidade. A operação irá contar com um efetivo de 10 policiais militares e uma viatura, com o intuito de atender mulheres que possuem medida protetiva de urgência.

A vice-prefeita Irma Lemos esteve presente na cerimônia, representando o prefeito Herzem Gusmão. “A gente fica contente em saber que Conquista é a quarta cidade a estar recebendo esse benefício, porque a violência assola cada dia mais a mulher, e os recursos são poucos. Vejo com muita alegria e bons olhos a vinda da Ronda Maria da Penha, porque vai nos ajudar muito”, afirma.

A capitã da Polícia Militar, Débora Costa, explica que, antes, a mulher levava a medida protetiva para casa, mas não havia como garantir se ela estava sendo cumprida. “Nosso serviço será fiscalizador dessas medidas. Vamos fazer visitas, diárias ou semanais, a depender do caso da vítima e do agressor. Vamos dar todo o apoio. A presença nossa já vai inibir, dar segurança à família, porque os filhos também estão envolvidos. A mulher vítima de violência, não é só ela que é atingida, é também a família, às vezes a vizinhança”, ressalta.

A secretária estadual de Políticas para Mulheres, Julieta Palmeira, destaca que a violência contra a mulher é um retrato do machismo enraizado na nossa cultura. Para ela, o combate a essas práticas deve partir da união de todos: “O governo deve fazer sua parte e a sociedade deve apoiar. Porque não é possível que no século XXI as mulheres estejam morrendo pelo fato de serem mulheres.”

Para o secretário estadual de Segurança Pública, Maurício Barbosa, combater a violência doméstica também é uma ação preventiva a outras formas de violência. “Infelizmente hoje a visão da população em geral é achar que as consequências da violência são as suas verdadeiras causas, e infelizmente não são. Nós estamos lutando contra o mal maior que é causado inicialmente pela desestrutura familiar”, diz.

Notícias Relacionadas

Gabinete Civil
17/08
Fórum sobre Distribuição de Água reúne gestores para discutir Operação Pipa
Gabinete Civil
17/08
Carta do Futuro pode ser respondida até esta sexta, 18
Gabinete Civil
16/08
Minuta do novo Código de Polícia Administrativa é entregue pela Secretaria de Serviços Públicos
Gabinete Civil
16/08
Equipe da Prefeitura visita os distritos de Inhobim e Veredinha