Governo Municipal participa da terceira edição do Maio da Diversidade

A proposta é que seja construído um relatório contendo demandas que sirvam de instrumento para a produção e monitoramento de políticas públicas LGBT

Em parceria com a Coordenação de Políticas de Promoção da Cidadania e Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, ativistas do movimento LGBT e técnicos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social participam, nos dias 16 e 17 de maio, da terceira edição do Maio da Diversidade. A ação é da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado da Bahia.

Este ano, o Maio da Diversidade traz o tema “Zero violência contra LGBT! Por uma Bahia que respeite a diversidade sexual e de gênero”. “Isso porque milhões de baianas e baianos LGBT vivenciam cotidianamente situações de violência e violações de direitos”, explicou o coordenador municipal de Políticas LGBT, Danillo Bittencourt. No primeiro trimestre de 2015, foram contabilizados 10 casos de homicídios de natureza homo/lesbo/bi/transfóbica, na Bahia.

Mas, além de alertar sobre os crimes de homofobia no estado, a iniciativa também tem como meta promover uma cultura de respeito aos direitos humanos, com foco na população LGBT, fortalecendo a convivência e a sociabilidade, a partir de debates, oficinas, feiras e atividades artísticas e culturais. “Será uma forma da Prefeitura de Vitória da Conquista apresentar o que tem feito para erradicar a LGBTfobia bem como apreender sobre novas possibilidades de fortalecimento para a garantia da cidadania da comunidade LGBT de nosso cidade”, aponta Danillo Bittencourt.

Minicircuito dos Direitos Humanos – O lançamento oficial do 3º Maio da Diversidade aconteceu no dia 16, sábado, com a realização do Minicircuito dos Direitos Humanos pela Diversidade. O evento integrou mesas temáticas sobre desafios da política LGBT no campo, políticas públicas para artistas transformistas, redução de riscos e danos, gênero, raça, sexualidade e linguagens urbanas. Foram realizadas também oficinas de montação Drang Queen e King, atelier de grafite, além da feira de serviços para atendimento e orientação sobre medidas protetivas, benefícios e direitos sociais.

1ª Marcha contra LGBTfobia, por uma Bahia que respeite a diversidade sexual e de gênero – No domingo, 17, familiares de vítimas de crimes homofóbicos, artistas transformistas, ativistas, profissionais da rede socioassistencial de acolhimento da população LGBT participam da 1ª Marcha estadual contra LGBTfobia. A concentração acontece a partir das 14h, no Cristo Redentor da Barra, e, logo após, os participantes seguem em caminhada até o Farol.

Notícias Relacionadas

Desenvolvimento Social
26/05
Mulheres atendidas pelo Crav participam de manhã motivacional
Desenvolvimento Social
26/05
Governo Mais Perto de Você acerta últimos detalhes do projeto Prefeitura Móvel
Desenvolvimento Social
25/05
Secretaria de Desenvolvimento Social investe na qualidade de vida do servidor
Desenvolvimento Social
24/05
Programa Vivendo a Terceira Idade promove baile em comemoração ao mês das mães