Governo Municipal diversifica ações de infraestrutura na zona rural

Entre o distrito de Inhobim e o povoado de Três Lagoas, uma ponte foi ampliada e agora permite que todos os tipos de veículos passem por ela em segurança

Até poucos dias atrás, a pequena ponte na estrada que liga o distrito de Inhobim ao povoado de Três Lagoas, a aproximadamente 65 quilômetros do perímetro urbano de Vitória da Conquista, era um transtorno para os motoristas. Por ser estreita, permitia a passagem de apenas um veículo por vez. Por isso, moradores da região solicitaram à Prefeitura que providenciasse alguma forma de ampliá-la.

Feita a solicitação, o Governo Municipal tratou de atender à demanda da comunidade. “Estas são ações desenvolvidas rotineiramente pela Secretaria Municipal de Agricultura e que demonstram a atenção que o Governo Municipal tem com as demandas da zona rural”, explicou o secretário de Agricultura, Odir Freire.

Além disso, a Secretaria Municipal de Agricultura enviou máquinas para melhorar as estradas, por meio de serviços de aplicação de cascalho e ajustes em mata-burros. Como o local é ponto de passagem para vários automóveis por dia – inclusive ônibus escolares, caminhões-pipa e permissionários de linhas para a área urbana –, a notícia foi bem recebida pela comunidade local.

O pedreiro Roberto Gonçalves, 37 anos, passa pela ponte todos os dias. Na manhã de terça-feira, 14, ao voltar do trabalho para sua casa, que fica no povoado de Cachoeira (quase na fronteira com o município e Encruzilhada), ele pôde atestar mais uma vez a eficiência da intervenção feita na ponte.

“Agora que passou a máquina, a estrada ficou melhor. E ampliou mais a ponte. Aí é bom, porque fica melhor para as pessoas poderem passar”, disse Roberto. Embora geralmente passe por ali de motocicleta, ele compreende que todos foram beneficiados, principalmente os motoristas de veículos de grande porte. “Antes, tinha que passar muito devagarinho para não cair. O ônibus é comprido, e tem a curva aí. Agora, ficou melhor. Passa com mais tranquilidade”, observou.

Muro do cemitério foi reconstruído em parceria com a comunidade

A grande incidência de chuvas, característica comum às regiões em que predomina a mata de cipó, também traz suas consequências negativas. Nas proximidades do distrito de Inhobim, a cerca de 60 quilômetros do perímetro urbano de Vitória da Conquista, uma chuva intensa e de ventos fortes, ocorrida há cerca de quarenta dias, danificou seriamente o muro frontal de um antigo cemitério, localizado entre o distrito e o povoado de Água Boa.

Ao passar por ali na manhã seguinte, o agricultor Paulino Rocha, 53, verificou que a maior parte do muro não resistiu à força dos ventos e veio a desabar. Decidiu, então, pedir ajuda à Prefeitura para reconstruí-lo. O Governo Municipal propôs, então, doar todo o material necessário – cimento, blocos, areia e ferro –, enquanto a comunidade se responsabilizaria pela mão de obra. Foi o que ocorreu. Paulino arregimentou um grupo de moradores, e o muro frontal foi reerguido.

“Essa parceria foi muito boa, porque, com isso, quem ganhou fomos nós, a população”, relatou Paulino. “Temos muito que agradecer ao Governo Municipal, porque, no dia em que foi marcado, o material chegou. A comunidade se reuniu e fez. Estamos todos de parabéns, a comunidade e a Prefeitura”, acrescentou.

Notícias Relacionadas

Agricultura e Desenvolvimento Rural
15/03
Governo Municipal participa de reunião da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural
Agricultura e Desenvolvimento Rural
13/03
Manutenção na estrada de acesso a Caiçara foi realizada nesse domingo, 10
Agricultura e Desenvolvimento Rural
07/03
Prefeitura recupera estrada de Cabeceira
Agricultura e Desenvolvimento Rural
01/03
Prefeitura recuperou estrada do Iguá durante o feriado de Carnaval