Governo Municipal apresenta à Caixa o projeto básico do Corredor Perimetral

A via terá 12 quilômetros e interligará as regiões oeste, sul e leste da cidade

A reunião entre a equipe da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e representantes da Caixa Econômica Federal, ocorrida na tarde dessa quinta-feira, 8, foi um dos últimos passos para que a Administração Municipal possa iniciar as obras do Corredor Perimetral, um dos empreendimentos previstos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) – Mobilidade Urbana.

O convênio, firmado pela Prefeitura de Vitória da Conquista com o Governo Federal para um financiamento de aproximadamente R$ 60 milhões, por meio da Caixa, prevê ainda outros dois projetos: o terminal de integração do transporte coletivo rural e urbano e a requalificação de corredores de transporte localizados na região central e nas principais avenidas.

Na reunião, a equipe do Governo Municipal entregou aos representantes da Caixa o projeto básico para a construção do Corredor Perimetral, após ter concluído as últimas revisões sugeridas pelo banco financiador. De posse do projeto revisado, a Caixa fará as últimas considerações para, enfim, dá-lo por aprovado.

“Não havendo mais pendências, vamos fechar as análises técnicas e o município vai poder fazer o processo de licitação para a contratação e o início das obras”, explicou o gerente de filial de governo da Caixa, Antônio Sérgio Moreira. Segundo as perspectivas do Governo Municipal, os trabalhos serão iniciados tão logo a aprovação seja sinalizada.

O primeiro ato será uma medição da obra. “É uma obra que o Governo Municipal pretende começar já, para que a cidade possa ter mais um corredor ligando três zonas importantes da cidade sem passar pela região central”, afirmou o secretário de Mobilidade Urbana, Luis Alberto Sellmann.

Descentralizar – O Corredor Perimetral terá aproximadamente 12 quilômetros de extensão, interligando as regiões oeste, sul e leste da área urbana de Vitória da Conquista. A via terá início na Avenida Brumado, seguirá pela Lagoa das Bateias e, em seguida, pelo Loteamento Cidade Modelo, avançando pelo bairro Patagônia e pelo Coveima. Após atravessar a BR-116, prosseguirá pelo Morada dos Pássaros até sair pela lateral do Shopping Conquista Sul. Daí, passará pela Avenida Juracy Magalhães e pela região do Boa Vista até atravessar o Rio Verruga para chegar, por fim, à Avenida Olívia Flores.

Em boa parte desse percurso, o corredor passará por vias já existentes, que serão incrementadas. Em outros trechos, a estrutura será totalmente construída. O principal objetivo é descentralizar o grande fluxo de veículos e pessoas que, atualmente, concentra-se na região central da cidade.

Integração – “O importante é criar condições de integração entre bairros populosos, como Patagônia, Coveima e Boa Vista”, justificou Sellmann. “Essa obra irá descongestionar um pouco mais a região central e preparar essas regiões para esse crescimento futuro”, complementou.

*A animação abaixo apresenta o trecho do Corredor Perimetral, correspondente à extensão entre a Avenida Gilenilda Alves com TG-14 (Vila América – Boa Vista) até à Avenida Olívia Flores, em frente à rua onde está localizada a Ufba.

 

 

 

Notícias Relacionadas

Mobilidade Urbana
16/10
Semob informa alterações em linhas de ônibus a partir de segunda, 23
Mobilidade Urbana
11/10
Corrida Corisco: confira as mudanças no transporte coletivo
Mobilidade Urbana
09/10
Governo Municipal começa segunda vistoria do transporte coletivo rural
Mobilidade Urbana
05/10
2ª vistoria do transporte coletivo rural será de 9 a 23 de outubro