Governo Estadual anuncia criação de consórcios interfederativos de saúde

Cada consórcio terá uma policlínica oferecendo 13 especialidades, administrada pelo estado e pelos municípios consorciados

Em viagem a Salvador, onde cumpre agenda oficial, o prefeito Guilherme Menezes participou nesta sexta-feira, 20, de uma reunião na sede da União dos Prefeitos da Bahia (UPB), em que o governador Rui Costa e o secretário estadual de Saúde, Fábio Villas-Boas, anunciaram medidas com o propósito de regionalizar e descentralizar a Saúde na Bahia. A principal notícia foi a criação dos consórcios interfederativos, projeto criado a partir do que hoje é desenvolvido no Ceará.

A ideia é que os consórcios sejam responsáveis pela gestão regionalizada de serviços como unidades de pronto atendimento, laboratórios regionais e, eventualmente, o Samu 192, além de hospitais municipais e filantrópicos. Como a Bahia é dividida em 28 microrregiões de saúde, a meta é construir em cada uma delas uma policlínica, contendo 13 especialidades, 32 serviços e equipamentos como tomógrafos, ressonância magnética, rastreamento de câncer de mama, entre vários outros exames.

Para o Governador, Rui Costa, o projeto facilitará o acesso à saúde entre os moradores de pequenos municípios do interior. A criação dos consórcios permitirá uma gestão mais moderna e inovadora do sistema de saúde para que o paciente possa permanecer na sua região tendo atendimento, completo e integrado, com elevado grau de resolutividade.

Quem também nutre expectativa positiva sobre a criação dos consórcios é o prefeito Guilherme Menezes. “Essa iniciativa é muito importante para que os municípios das microrregiões aperfeiçoem e potencializem os serviços existentes e para que possamos oferecer uma saúde cada vez melhor para a população de Vitória da Conquista e região”, enfatizou o gestor.

A microrregião de saúde de Vitória da Conquista, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, abrange 19 cidades. Atualmente são pactuadas 73 cidades, mas, Vitória da Conquista atende um número superior à 80 municípios da região e norte de Minas Gerais. “Daí a importância desse consórcio para racionalizar a distribuição dos pacientes para que o atendimento seja cada vez mais resolutivo e humano”, ressaltou o prefeito.

*Com informações da Secretaria de Comunicação do Governo do Estado da Bahia

Notícias Relacionadas

Gabinete Civil
17/11
Parada LGBT: confira como fica o trânsito e o itinerário dos ônibus
Gabinete Civil
17/11
Governo Municipal promete acompanhar demandas de movimentos rurais
Gabinete Civil
16/11
Governo Municipal recebe membros do Corpo de Bombeiros Militares
Gabinete Civil
16/11
Escola municipal oriunda do Patrulhado a Cidadania oferece 150 vagas já em 2018