Estudantes de Biotecnologia da Ufba participam de aula de campo na Fazenda Experimental

Projeto é mantido pela Prefeitura com a finalidade de difundir o potencial econômico oferecido pelo cultivo do umbu-gigante

A tarde dessa segunda-feira, 18, foi diferente para um grupo de alunos do 7º semestre de Biotecnologia da Universidade Federal da Bahia (Ufba). Ao invés de desenvolver atividades na sala de aula ou nos laboratórios, eles foram conhecer de perto a experiência realizada pela Prefeitura de Vitória da Conquista na Fazenda Experimental, na região da Pedra Mole, a cerca de 30 quilômetros do perímetro urbano, já na região de Bate-Pé.

Ali, o grupo foi recepcionado por uma equipe da Secretaria Municipal de Agricultura, formada pelo coordenador de Agricultura Familiar, Leis Soares, e pelos engenheiros agrônomos Dilermando Fonseca e Sálvio Gusmão. O trio conversou com os estudantes sobre as técnicas de cultivo do umbu-gigante e o potencial econômico que a fruta oferece aos agricultores familiares da região, desde que se mostrem abertos a essa nova possibilidade.

‘Expectativas novas’ – Após a conversa com os técnicos, os estudantes conheceram o viveiro, onde existem mudas de umbu. “Só o fato de ter saído de dentro da universidade e observar aqui no campo o que a gente vê na sala de aula ou em práticas laboratoriais, já é uma experiência única, rica, que certamente vai nos levar a um conhecimento diferenciado”, observou o estudante Melquisedeque Miranda.

Para o professor Robson Amaro, responsável pela disciplina Desenvolvimento de Produtos e Processos Biotecnológicos, o objetivo da aula de campo foi justamente fazer com que os estudantes pudessem ter acesso a novas experiências. “Os alunos aprendem muitas técnicas que podem ser utilizadas para implementar a produtividade na agropecuária”, afirmou. “Então, trazê-los para esta Fazenda Experimental possibilita a eles novos olhares. Inclusive, pode fazer com que eles criem expectativas novas sobre o campo de trabalho em que eles podem atuar”, concluiu o professor.

“Ultimamente, a unidade tem recebido várias visitas. Para o Governo Municipal, é muito importante, só vem beneficiar e divulgar o trabalho que o governo vem fazendo para preservar cada vez mais o umbuzeiro em toda região do sudoeste”, ressaltou o secretário de Agricultura, Odir Freire.

Projeto – A Fazenda Experimental possui dez hectares, dos quais quatro são reservados exclusivamente a plantações de umbu-gigante. Em meio aos mais de 700 pés, existem 28 espécies diferentes da fruta. O projeto, desenvolvido há cerca de oito anos pela Prefeitura, pretende difundir entre os pequenos agricultores da região o hábito de cultivar e explorar comercialmente essa modalidade do umbu.

Notícias Relacionadas

Agricultura e Desenvolvimento Rural
25/05
Governo Municipal participa de evento em comemoração ao Dia Nacional do Café
Agricultura e Desenvolvimento Rural
21/05
Agricultura realiza melhorias na sede de Veredinha
Agricultura e Desenvolvimento Rural
18/05
Secretaria de Agricultura garante abastecimento através dos Sistemas Simplificados de Água
Agricultura e Desenvolvimento Rural
16/05
Prefeitura revitaliza 40 quilômetros de estradas em Bate Pé