“São obras de uma trajetória de vida artística, incansável e incessante, com tanto amor pelas artes plásticas”

Em 1968, aos 29 anos de idade, Edméa de Oliveira montou na própria casa sua primeira exposição de telas, patrocinada pela Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista. Quase 50 anos depois, ela reúne as diferentes fases da sua trajetória artística na exposição “Vida e Arte”, aberta ao público nesse dia 2 de maio.

São quase 600 quadros, espalhados sob a curadoria de Gilson Caruá em três pavimentos da galeria que leva o nome da artista plástica e professora natural de Jequié, residente em Conquista desde 1940. Ao percorrer os diferentes cômodos do prédio, onde também a artista mora, o visitante se depara com obras recentes e outras do início da sua carreira artística – a tela mais antiga da exposição data de 1954.

“A partir do momento que tomei interesse pela arte, eu busquei conhecer o trabalho dela”, conta o também artista plástico, Sérgio Souto. “Nessa exposição a gente vê várias fases, vários momentos da obra de Edméa. Tem toda uma trajetória, a exposição mostra o início, meio e as coisas que ela está fazendo agora”, resume.

Abordando temas variados e utilizando diferentes técnicas, como o pastel, o óleo e o acrílico sobre tela, papel ou madeira, Edméa define sua pintura como algo bem diversificado. “Não é aquela coisa muito clássica, muito tradicionalista. É uma pintura bem diversificada, eu sou muito fiel à minha origem, brasileira, bem misturada”, declarou. “Nas minhas obras eu quero passar mensagens de paz, de tranquilidade, de fé, de prosperidade e de segurança”.

Além da pintura, Edméa, que também é professora, passeia pela poesia, escultura e cerâmica.

Prestigiando a abertura da exposição e representando o prefeito Herzem Gusmão, a secretária municipal de Cultura, Tina Rocha, afirmou que a produção da artista é uma coisa fantástica. “Conquista é uma cidade que tem muitos artistas. Edméa é uma das expressões, das artes plásticas, mais fantásticas que eu conheço. Ela tem vários estilos, ao ver a diversidade dos quadros, você chega a pensar que são obras de pessoas diferentes. Conquista tem que conhecer essa galeria e saber que esta artista existe”.

A exposição “Vida e Arte” ficará em cartaz até o final do mês de maio. O espaço fica aberto à visitação das 9 às 12 horas e das 15 às 18 horas (Endereço: Rua Ayrton Senna, 122, bairro Candeias).