O Conselho Editorial do Eco Kids e Eco Teens em Vitória da Conquista lançou, no início deste mês, o Concurso de História em Quadrinhos – HQ do projeto Eco Kids e Eco Teens. A iniciativa visa incentivar e promover novos talentos e estimular a expressão gráfico-visual em temáticas ambientais.

Modalidades e categorias – Nessa primeira edição, o tema abordado será “PARQUE MUNICIPAL SERRA DO PIRIPIRI”, abrangendo os subtemas: Água, Resíduos Sólidos, Poço Escuro, Rio Verruga, Melocactus, Fauna e Flora. A produção pode ser feita nas seguintes modalidades: Histórias em Quadrinhos, Tiras Humorísticas e Charges.

O concurso é dividido em três categorias: Eco Kids, voltado para alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental; Eco Teens 1, que abrange discentes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental 2; e o Eco Teens 2, categoria que engloba estudantes do Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Seleção – Estudantes matriculados nas escolas participantes do Projeto Eco Kids e Eco Teens 2018 podem participar do concurso de modo individual ou em dupla – desde que sejam alunos da mesma unidade escolar e do mesmo nível de ensino.

Até o dia 1º de outubro, cada unidade de ensino realizará uma pré-seleção de seis dos melhores trabalhos produzidos pelos seus próprios alunos. Nos dias 2 e 3 de outubro, a própria escola deverá efetivar as inscrições desses trabalhos pré-selecionados na sede do Ministério Público da Bahia, da Secretaria Municipal de Educação ou do Núcleo Territorial de Educação (NTE-20), em Vitória da Conquista.

Premiação – Os trabalhos vencedores e as fotos dos alunos ou duplas premiadas serão publicados no Gibi Ambiental “Parque Municipal Serra do Piripiri”, com uma tiragem mínima de mil exemplares, sem fins lucrativos (proibida à venda) a ser produzido pelo Projeto Eco Kids e Eco Teens.

Critérios da competição e mais informações sobre o concurso podem ser conferidos no Edital do Concurso. O “Eco Kids e Eco Teens” é uma iniciativa do Ministério Público da Bahia em parceria com a Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio das secretarias municipais de Comunicação, Educação e Meio Ambiente, e outras instituições públicas.