Gari é, segundo o dicionário, o empregado da limpeza pública; o varredor de rua. O termo surgiu em homenagem ao francês Pedro Aleixo Gary, que ficou conhecido por ser o fundador da primeira empresa de coleta de lixo nas ruas do Rio de Janeiro, em 1876. No entanto, a categoria só foi instituída em 16 de maio de 1962, data que ficou conhecida como o Dia do Gari.

Em Vitória da Conquista, eles são cerca de 400 pessoas, dedicadas à limpeza das ruas, praças e avenidas, nas áreas urbanas e na zona rural. São homens e mulheres, pais e mães de família. Enfrentam sol, chuva, vento e poeira. De segunda a sábado estão nas ruas com um único objetivo: manter a cidade mais bonita para todos.

Por mais que, na maioria das vezes, os garis passem despercebidos, eles sentem o reconhecimento. “Quando a gente passa deixa o sinônimo de limpeza no ar e fica tudo mais bonito nas ruas. Muitas pessoas agradecem pelo serviço que a gente presta, muitos ficam maravilhados. Só com o fato de ver a nossa presença pra deixar o bairro mais limpo, já valorizam o trabalho da gente”, conta o gari Genevaldo Alves.

Para o secretário municipal de Serviços Públicos, Luís Paulo Sousa, reconhecer o gari nesta data é importante, “mas nós buscamos reconhecê-los todos os dias, na prática, na sua rotina diária. Graças ao seu trabalho que os cidadãos podem viver em uma cidade mais limpa, bonita e saudável. Precisamos agradecer a eles, todos os dias, pela dedicação e pelo cuidado com a cidade”. 

Em Conquista, um monumento em homenagem a essa importante categoria profissional foi inaugurado no dia 09 de novembro de 2019. Nele, o artista Allan de Kard quis demonstrar a invisibilidade social em que estão inseridos os garis. À medida em que a pessoa muda o seu ângulo de visão, o monumento pode ficar parcialmente invisível.

 

A Prefeitura de Vitória da Conquista reconhece e valoriza a atuação de cada gari que trabalha garantindo uma cidade cada vez melhor para se viver.

Um Feliz Dia do Gari aos nossos trabalhadores!