Defesa Civil

A Defesa Civil de Vitória da Conquista foi criada pela Lei nº 1.840, de 25 de junho de 2012, e é vinculada ao Gabinete Civil, por meio da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC). O órgão tem o objetivo de planejar ações preventivas, de socorro, assistenciais e reconstrutivas, destinadas a evitar ou minimizar os desastres, sejam eles naturais, sejam provocados pelo homem. Quando ocorre uma calamidade, o trabalho é assistir a população atingida.

Além disso, cabe a ela: coordenar e supervisionar as ações de defesa civil, manter e atualizar as informações específicas; elaborar e implementar programas e projetos; prever recursos orçamentários para as ações assistenciais; capacitar recursos humanos e providenciar a distribuição e controle de suprimentos e propor a decretação ou homologação de situação de emergência ou de estado de calamidade pública. Ela ainda atua em parceria com o Corpo de Bombeiros para garantir a tranquilidade dos trabalhos de resgate. Após os trabalhos do Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil inicia sua atuação para verificar os riscos oferecidos à população.

Para reduzir os desastres, a Defesa Civil em 4 fases distintas, conforme abaixo descritas:

  1. Prevenção: Conjunto de ações destinadas a reduzir a ocorrência e a intensidade de desastres naturais ou humanos, através de avaliação e redução das ameaças e/ou vulnerabilidades, minimizando os prejuízos socioeconômicos e os danos humanos, materiais e ambientais;
  2. Preparação: Conjunto de ações desenvolvidas pela comunidade e pelas instituições governamentais e não governamentais, para minimizar os efeitos dos desastres, por meio da difusão de conhecimentos científicos e tecnológicos e da formação e capacitação de recursos humanos, para garantir a minimização de riscos de desastres e a otimização das ações de resposta aos desastres e de reconstrução.
  3. Resposta: Conjunto de ações desenvolvidas imediatamente após a ocorrência de desastre e caracterizadas por atividades de socorro e de assistência às populações vitimadas e de reabilitação do cenário do desastre, objetivando o restabelecimento das condições de normalidade.
  4. Reconstrução: Conjunto de ações desenvolvidas após as operações de resposta ao desastre e destinadas a recuperar a infraestrutura e a restabelecer, em sua plenitude, os serviços públicos, a economia da área, o moral social e o bem-estar da população.

Coordenação Geral: Ubaldino Figueiredo
Endereço: Av. Bartolomeu de Gusmão, 744, Jurema (em frente à Comercial Ramos)
Telefone: 199

Quando acionar a Defesa Civil?

  • Trombas d’água, vendavais, deslizamentos, soterramentos;
  • Desastres graves com vítimas e desabrigados;
  • Acidentes rodoviários, ferroviários, metroviários, envolvendo grande número de pessoas;
  • Inundações, enchentes, arrombamentos de barragens;
  • Secas, exaurimento de mananciais de abastecimento;
  • Poluição de rios, de ar, de solo, alimentos agrícolas;
  • Incêndios residenciais, fábricas, matas, vilas;
  • Pragas vegetais, animais;
  • Acidentes com combustíveis, produtos perigosos (radioativos, químicos, inflamáveis, tóxicos, explosivos e corrosivos);
  • Envenenamento por contaminação, com herbicidas ou pesticidas;
  • Organização de grandes eventos (shows e espetáculos);
  • Vistorias para alvarás de postos de vendas de gás de cozinha e fogos de artifícios;
  • Rachaduras, trincas e fissuras em edificações;
  • Acidentes de grande vulto caseiros, viários.

Como acionar a Defesa Civil ?
O telefone de emergência da Defesa Civil é o 199, pelo qual o cidadão pode solicitar ajuda referentes a deslizamentos, desabamentos, enchentes, inundações, acidentes com produtos perigosos ou qualquer desastre provocado pela natureza ou pelo homem que coloque em risco a segurança da população.

Caso aconteça um desastre e você esteja por perto, é importante pedir ajuda. Esteja preparado para dar informações que permitirão que o socorro seja prestado rapidamente: a) Identifique-se: diga seu nome, seu telefone (talvez haja necessidade de confirmar sua chamada ou pedir mais esclarecimentos); b) Onde aconteceu: dê o endereço completo, com rua, número e cidade (acrescente um ponto de referência) e c) O que aconteceu: seja breve, diga apenas o essencial.